BIBLIOTECA VIRTUAL de Derecho, Economía y Ciencias Sociales


INFRA-ESTRUTURAS EM ENERGIA E TRANSPORTES E CRESCIMENTO ECONÔMICO NA CHINA

Elias Marco Khalil Jabbour



Esta página muestra parte del texto pero sin formato.

Puede bajarse el libro completo en PDF comprimido ZIP (209 páginas, 1.40 Mb) pulsando aquí

 

 

ÍNDICE
 


RESUMO
PARTE I – INTRODUZINDO UMA DISCUSSÃO (A economia do objeto – fatores do crescimento prolongado)
I.1 – Comércio internacional, relações internacionais, política e investimentos estrangeiros diretos

I.1.1 – Algumas características dos investimentos estrangeiros diretos na China (IDE’s)

I.1.2 – O papel da demanda interna e os investimentos estatais

I.1.2.1 – A reforma rural e a explosão do consumo na China

I.1.2.2 – As estatais e os investimentos em ativos fixos: motor de crescimento da demanda doméstica

I.1.2.3 – O fator geopolítico

CONCLUSÃO – Introduzindo uma discussão

I.1.3 – A China, a crise financeira asiática e a questão da centralidade dos investimentos em infra-estruturas em energia e transportes

I.1.3.1 – A “globalização” e a questão financeira na China

I.1.3.2 – A supercapacidade instalada, deflação e a relação entre equidade e eficiência na China

I.1.3.3 – Outras justificativas de caráter mais geral

I.1.3.4 – Desenvolvimento do oeste: questão estratégica e mercado potencial

I.1.3.5 – Chongqing e a formação de uma economia continental

PARTE II – OS INVESTIMENTOS EM INFRA-ESTRUTURAS EM ENERGIA E TRANSPORTES: ONDE ESTÃO E COMO ESTÃO (política de dinamização dos setores e respectivos investimentos)

II.1 – Setor ferroviário

II.1.1 – Compreendendo a raiz dos problemas

II.1.2 – Enfrentando o desafio

II.1.3 – Projetos que conectam e desenvolvem uma nação

II.1.4 – 10º Plano Qüinqüenal: respondendo à proposta de uma economia continental à proposta de uma economia continental

II.1.5 – O trem de levitação magnética: idéia para médio e longo prazo

II.1.6 – Problemas de custos operacionais e política

II.1.7 – França e Alemanha disputam a obra

II.1.8 – Metrôs em expansão e diferenças entre Pequim e Xangai

II.1.9 – Inauguração metroviária em Shenzen e expansão em Guangzhou

II.2 – Desenvolvimento acelerado das rodovias e auto-estradas e a questão urbana em Pequim

II.2.1 – Total modernização da rede até 2050

II.2.2 – Auto-estradas (free-ways)

II.2.3 – Transportes urbanos e o desenvolvimento particular de Pequim

II.2.4 – “Dois corredores, desenvolver dois cinturões e construir múltiplos centros”

II.2.5 – O Plano de médio prazo, o desenvolvimento rodoviário no oeste e os “caminhos rurais”

CONCLUSÃO – Transportes ferroviário, metroviário, rodoviário e infra-estrutura urbana de Pequim
II.3 - Energia hidrelétrica: grandes projetos e transferência do oeste para o leste

II.3.1 – Ênfase na reestruturação e ampliação

II.3.2 – O caso de Ertan

II.3.3 – O caso de Três Gargantas

II.3.4 – Uma idéia de quase 100 anos

II.3.5 – A criação de um sistema administrativo e de cidade comercial com a Rússia e o financiamento do empreendimento

II.3.6 - A questão da proteção ambiental

II.3.7 – Três Gargantas como parte de um todo

II.3.8 – Transmissão oeste-leste: capacidade ociosa e integração nacional

II.3.9 – Exemplos de vantagens comparativas, pauta de comércio e exportação de energia

II.4 – Energia nuclear: desafio de baixar o custo, cooperação internacional e transferência tecnológica

II.4.1 – Necessidades e importância

II.4.2 – Construção de centrais: grandes avanços entre 1991 e 2002

II.5 – Petróleo na China: reestruturação, presença internacional e grande importador

II.5.1 – Reestruturação pós-crise asiática e fusões no setor

II.5.2 – Características e princípios das corporações

II.5.3 – Potencial de desenvolvimento, grandes descobertas e muito a ser feito

II.5.4 – Abertura do setor ao exterior

II.5.5 – Maior regulamentação e maior abertura

II.5.6 – Petróleo e estreitamento de relações com a periferia

II.6 – Gás natural: questão ecológica, reestruturação produtira e desenvolvimento regional

II.6.1 – A fonte de energia primária que mais aumenta sua utilização no mundo

II.6.2 – A problemática da utilização do carvão na China

II.6.3 – Últimas descobertas viabilizam opção

II.6.4 – Falando rapidamente sobre o fator controle de preços do produto na China

II.6.5 – Gasoduto oeste-leste: segunda maior obra em andamento da China
II.6.6 – Rápidas considerações sobre a questão regional e o gasoduto oeste-leste
II.6.7 – Estudo empreendido pela ONU acerca dos impactos do gasoduto oeste-leste

II.6.8 – Mais vantagens e reestruturações

CONCLUSÃO – Energia hidrelétrica, nuclear, petróleo e gás natural
PARTE III – CONSIDERAÇÕES FINAIS
BIBLIOGRAFÍA
ANEXOS
1. Entrevista com o Professor Luiz Gonzaga Belluzzo
2. As relações entre estatal e privado na China de hoje (por Elias Jabbour)
3. A China e o Socialismo na Monthly Review: uma resposta (por Elias Jabbour)


Grupo EUMEDNET de la Universidad de Málaga Mensajes cristianos

Venta, Reparación y Liberación de Teléfonos Móviles
Enciclopedia Virtual
Biblioteca Virtual
Servicios
 
Todo en eumed.net:

Congresos Internacionales


¿Qué son?
 ¿Cómo funcionan?

 

15 al 29 de
julio
X Congreso EUMEDNET sobre
Turismo y Desarrollo




Aún está a tiempo de inscribirse en el congreso como participante-espectador.


Próximos congresos

 

06 al 20 de
octubre
I Congreso EUMEDNET sobre
Políticas públicas ante la crisis de las commodities

10 al 25 de
noviembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Migración y Desarrollo

12 al 30 de
diciembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Economía y Cambio Climático

 

 

 

 

Encuentros de economia internacionales a traves de internet


Este sitio web está mantenido por el grupo de investigación eumednet con el apoyo de Servicios Académicos Internacionales S.C.

Volver a la página principal de eumednet