BIBLIOTECA VIRTUAL de Derecho, Economía y Ciencias Sociales


INFRA-ESTRUTURAS EM ENERGIA E TRANSPORTES E CRESCIMENTO ECONÔMICO NA CHINA

Elias Marco Khalil Jabbour



Esta página muestra parte del texto pero sin formato.

Puede bajarse el libro completo en PDF comprimido ZIP (209 páginas, 1.40 Mb) pulsando aquí

 

 

II.5.3 – Potencial de desenvolvimento, grandes descobertas e muito a ser feito

No início da República Popular, a produção de petróleo na China era muito débil. Em 1949, o volume de produção foi somente de 120 mil ton. Depois do descobrimento dos campos de Karamay e de Daqing, nos anos 1950, as reservas e a produção aumentaram enormemente. O país, em 1965, conquistou a auto-suficiência ao produzir 11,3 milhões de ton de óleo cru. Ainda nos anos 1960, foram descobertos os campos petrolíferos de Dagang e Liaohoe, propiciando um novo impulso à produção petrolífera, pois, em 1971, com o recorde de 39,4 milhões de ton, a China passou a ser exportadora. Em 1978, já era a 7a produtora mundial, com 104,05 milhões de ton, e, em 1994, passou ao 5º posto, com 147 milhões de ton. Em 2002, produziu cerca de 190 milhões de ton de óleo cru.

Todavia, com toda a capacidade de produção existente na China hoje, o país – devido a seu frenético crescimento econômico –, é um grande importador mundial do produto e as reservas potenciais não satisfazem de imediato sua crescente demanda.

***

A China tem um grande potencial a desenvolver na indústria petrolífera. A chave para isso reside na otimização da exploração dos campos no leste do país, que correspondem a 52% de suas reservas petrolíferas. Em 2001, as reservas ocidentais da China produziram cerca de 30 milhões de toneladas, número que pode chegar a 60 milhões em 2010 122.

O seu mais conhecido campo petrolífero – protagonista de diversas campanhas de massas no período maoísta – é Daqing, localizado no oeste do país. Em mais de 30 anos de exploração, 60% de suas reservas já haviam sido explorados, sendo que nos últimos anos, em sua última fase de extração, já havia grande quantidade de água misturada ao óleo. A partir de então, técnicos e cientistas chineses desenvolveram um procedimento com a finalidade de estabilizar a produção e controlar o conteúdo de água. Como resultado, entre 1991 e 1995, 6,1 milhões de ton de excedentes foram extraídas além do Plano, qualificando Daqing como o campo recordista em tempo de operações. Essa tecnologia foi aplicada recentemente nos campos localizados no Mar de Bohai, que correspondem a 42% do petróleo extraído da China até 2002.

Além desses campos do oeste, ressaltamos que nos últimos 25 anos a exploração dos recursos marítimos alcançou nível internacional, com equipes modernas e capazes de atuar sob quaisquer profundidade e condições climáticas.

Atualmente, a China conta com 12 campos marítimos que produziram, em 2002, 18 milhões de ton de óleo cru, e as reservas comprovadas correspondem a 21% de seus depósitos de petróleo, estabelecendo um grande potencial de crescimento futuro.

Abaixo, as últimas descobertas petrolíferas na China:

- Bacia do Tarim (região autônoma de Xinjiang): possui reservas potenciais de 10,7 bilhões de ton de petróleo; sua produção total em 2002 alcançou 5,05 milhões de ton de óleo cru; somente para esse campo foram remetidos cerca de US$ 4 bilhões, destinados a todos os setores — desde pesquisa até prospecção.

- Jazida petrolífera de Shengli (nordeste da China): segunda maior do país com produção verificada em 2002 de 26 milhões de ton de óleo cru.

- Jazida petrolífera marinha de Penglai (Mar de Bohai): trata-se da segunda maior do país. As obras para futura exploração estão em sua 2a fase e sua produção diária está prevista para 150 mil barril/dia.

- Campo petrolífero de Lu Liang (região autônoma de Xinjiang): localizada em junho de 2000, produziu em 2002 cerca de 3 mil ton, simbolizando o nascimento de mais um campo petrolífero no deserto do Tarim. Poderá produzir até 2005 cerca de 1 milhão de toneladas anuais.

- Campo petrolífero Panyu 4 (mar da China Oriental): descoberto em 1998, sua exploração experimental em 2001 rendeu diariamente 1.102 ton de óleo cru.

Para termos uma idéia da contradição entre a produção e a capacidade a ser explorada, em pesquisa recente (2000), foi demonstrado que as reservas verificadas podem corresponder somente a 18,6% das reservas potenciais do país 123.

Na questão das reservas potenciais e estratégias para otimização e exploração, observamos a sinalização correta do governo em ampliar a abertura do setor ao exterior. No entanto, parece-nos legítimo propor, frente às freqüentes descobertas no oeste do país, que a China desdobre esforços no sentido de manter estável sua produção da bacia continental do leste do país, ao mesmo tempo em que amplie a exploração dos campos ocidentais. Essa combinação satisfaria sua crescente demanda petrolífera e contemplaria o oeste com alta tecnologia, possibilitando crescimento econômico acelerado e diminuição de suas diferenças leste-oeste.


Grupo EUMEDNET de la Universidad de Málaga Mensajes cristianos

Venta, Reparación y Liberación de Teléfonos Móviles
Enciclopedia Virtual
Biblioteca Virtual
Servicios
 
Todo en eumed.net:

Congresos Internacionales


¿Qué son?
 ¿Cómo funcionan?

 

15 al 29 de
julio
X Congreso EUMEDNET sobre
Turismo y Desarrollo




Aún está a tiempo de inscribirse en el congreso como participante-espectador.


Próximos congresos

 

06 al 20 de
octubre
I Congreso EUMEDNET sobre
Políticas públicas ante la crisis de las commodities

10 al 25 de
noviembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Migración y Desarrollo

12 al 30 de
diciembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Economía y Cambio Climático

 

 

 

 

Encuentros de economia internacionales a traves de internet


Este sitio web está mantenido por el grupo de investigación eumednet con el apoyo de Servicios Académicos Internacionales S.C.

Volver a la página principal de eumednet