CONSERVAÇÃO IN VITRO E EX SITU E VALORIZAÇÃO DE ENDEMISMOS IBÉRICOS DAS APIACEAE PORTUGUESAS

Ana Cristina Pessoa Tavares dos Santos

Estratégias e métodos de conservação

Os recursos fitogenéticos constituem um conjunto de informação genética que deve ser preservado não só pelo significado da informação genómica, mas também porque podem contribuir para solucionar problemas ambientais e para a melhoria das estratégias globais, nomeadamente na agricultura, energia, indústria e saúde pública (Maxted et al., 2006). Deste modo, é importante conservar a diversidade genética intra e interespecífica, para salvaguardar toda a riqueza do genoma de uma espécie.
Na verdade, o valor económico do objeto a preservar é um fator importante para a sua conservação, que será tanto mais efetiva, quanto mais forem persuadidas as entidades políticas e de decisão governamental - é mais fácil convencer a conservar o que tem aplicação, o que é utilizável (Kareiva e Marvier, 2007), pelo que é fundamental a implementação de mais esforços e estratégias nesse sentido. Em conformidade, está na ordem do dia a designada “ciência dos serviços dos ecossistemas”, que defende um retorno (de serviços) pelos investimentos realizados na defesa do património natural. A comunidade científica precisa de disponibilizar o conhecimento e as ferramentas necessárias para prever e quantificar esse retorno, que tem de ser integrado na tomada de decisões por indivíduos, empresas e governos de uma forma explícita e sistemática. Sem esse progresso político, social e económico, o valor da natureza será considerado pouco mais do que uma ideia interessante (Daily et al., 2009).
Entretanto, a maioria das espécies, em particular as que não são utilizadas para produção de alimentos ou na indústria, estão mal caracterizadas nos aspetos genéticos e moleculares, o que é uma limitação para o desenvolvimento de estratégias úteis de conservação de plantas e para a determinação das relações genéticas entre indivíduos e populações.
No âmbito da conservação de plantas silvestres, a utilização direta de germoplasma inclui ações como a reintrodução ou reforço de populações em habitats existentes, onde as mesmas tenham sofrido decréscimos acentuados, por fatores antropogénicos relacionados com florestações, intensificação agrícola, abandono rural, urbanização e turismo (Domingos et al., 2009).
Hoje, as espécies ameaçadas, as endémicas e as de valor económico confirmado são consideradas prioritárias para a conservação da biodiversidade, proporcionando simultaneamente a sua utilização sustentável para o bem-estar da Humanidade. Um exemplo de sucesso de conservação e de utilização sustentada em Portugal é a cultura do sobreiro (Quercus suber L.) (CIB, 2010), espécie confinada à zona mediterrânica ocidental, Itália, Sul de França, Península Ibérica, Marrocos e Argélia.
Os métodos para assegurar a conservação de plantas são diversos e cada um deles tem as suas próprias vantagens e limitações. A Biotecnologia revela-se muito vantajosa na pesquisa fundamental, na conservação e na produção comercial e industrial de excelência. A Biotecnologia Vegetal refere-se à manipulação das plantas para obtenção de novas características ou à sua utilização para a obtenção de produtos ou a realização de determinadas funções, como sejam: a propagação clonal em massa de valiosos genótipos, a preservação de germoplasma, ou a biotransformação e produção in vitro de metabolitos secundários de importância medicinal (Bajaj, 1994; Ekiert, 2000; Alcaraz-Melendez et al., 2004; Echenique et al., 2004; Agharwal et al., 2005; Ahuja et al., 2005; Pellegrineschi, 2005; Maxted et al., 2006; Canhoto, 2010). São metodologias vantajosas em programas de utilização sustentável, proporcionando não só a conservação in vitro e ex situ, mastambém in situ, pela reintrodução das espécies em habitats naturais (Baccheta et al.,2008).
Para a conservação in situ e reserva de genes de espécies CWRs é necessário criar equipas e redes de trabalho em áreas protegidas europeias, que reflitam uma grande diversidade ecogeográfica de forma a englobar o maior número possível de plantas. Perante a conjuntura atual de interdependência global das nações é urgente uma abordagem coordenada para a conservação europeia de espécies CWR, nomeadamente, pelo crescente problema da insegurança alimentar, que poderá agravar-se no futuro, em resultado das alterações climáticas e de outras ameaças (Draper et al., 2004; Canhoto, 2010; Bilz et al., 2011).

Página anterior

Volver al índice

Página siguiente

Volver al índice

Enciclopedia Virtual
Tienda
Libros Recomendados


1647 - Investigaciones socioambientales, educativas y humanísticas para el medio rural
Por: Miguel Ángel Sámano Rentería y Ramón Rivera Espinosa. (Coordinadores)

Este libro es producto del trabajo desarrollado por un grupo interdisciplinario de investigadores integrantes del Instituto de Investigaciones Socioambientales, Educativas y Humanísticas para el Medio Rural (IISEHMER).
Libro gratis
Congresos

4 al 15 de diciembre
V Congreso Virtual Internacional sobre

Transformación e innovación en las organizaciones

11 al 22 de diciembre
I Congreso Virtual Internacional sobre

Economía Social y Desarrollo Local Sostenible

Enlaces Rápidos

Fundación Inca Garcilaso
Enciclopedia y Biblioteca virtual sobre economía
Universidad de Málaga