CONSERVAÇÃO IN VITRO E EX SITU E VALORIZAÇÃO DE ENDEMISMOS IBÉRICOS DAS APIACEAE PORTUGUESAS

Ana Cristina Pessoa Tavares dos Santos

Eryngium duriaei

Proliferação de meristemas

Embriões zigóticos retirados in vitro de sementes de Eryngium duriaei colhidas em duas localidades, Mata da Margaraça e Serra da Estrela (Figs. 50a, 50b) originaram plântulas (Fig. 50c) decorridos 30 dias de cultura em meio base MS. O ápice caulinar destas plântulas foi cortado e cultivado em meio com 0,2 mg/L BA ocorrendo a produção de rebentos foliares (Fig. 50d) decorridos cerca de três meses de cultura in vitro.

Conservação in vitro, ex situ e in situ – avaliação final

Os quatro taxa mais vulneráveis, Daucus carota subsp. halophilus, Angelica pachycarpa, Distichoselinum tenuifolium e Seseli montanum subsp. peixotoanum foram propagados e mantidos in vitro (Tabela 30). Para cada taxon foram aplicadas duas técnicas de micropropagação, embriogénese somática e multiplicação de meristemas. Ensaios deorganogénese foram também realizados em Distichoselinum tenuifolium, tendo sido iniciada a cultura in vitro de Eryngium duriaei.
A seguinte tabela resume os melhores resultados obtidos nos diferentes casos para o tipo de explante, reguladores de crescimento e metodologia utilizados.

Tabela 30: Resultados dos protocolos otimizados para a micropropagação dos quatro endemismos mais vulneráveis das Apiaceae endémicas ibéricas, representadas em Portugal.


Técnicas de micropropagação/
Meio de cultura-explante

Seseli montanum subsp. peixotoanum

Angelica pachycarpa

Distichoselinum tenuifolium

D. carota subsp. halophilus

Embriogénese somática

0,1 mg/L 2,4-D
Segmentos foliares

0,1 mg/L 2,4-D
Segmentos de raiz

1 mg/L 2,4-D
Segmentos foliares

1 mg/L 2,4-D
Segmentos peciolares

Multiplicação de meristemas

2 mg/L BA
Ápice caulinar

2 mg/L BA
Ápice caulinar

2 mg/L BA
Ápice caulinar

2 mg/L BA
Ápice caulinar

Organogénese

 

-

 

-

2 mg/L BA
Segmentos foliares

 

-

 
A conservação ex situ dos quatro taxa mais vulneráveis foi conseguida pela preservação em banco de sementes do JBUC e outras instituições congéneres e pela aclimatização das plantas micropropagadas em estufa e posterior integração das plantas nas coleções vivas do JBUC, viveiros e canteiro da escola médica, onde algumas já completaram o ciclo de vida.
Todos os taxa foram igualmente integrados no Herbário COI.
A instalação in situ foi bem-sucedida para as plantas micropropagadas de Daucus carota subsp. halophilus, que completaram o ciclo de vida em habitat natural originando plantas com sementes viáveis, que foram retiradas e preparadas para ser integradas em Herbário COI.
A instalação de Angelica pachycarpa foi conseguida nos viveiros do JBUC produzindo sementes viáveis, que foram posteriormente utilizadas nas culturas in vitro e preservadas no banco de sementes. A curto prazo a instalação in situ foi positiva, pois cinco das nove plantas demonstravam boas condições após dois meses de plantação, mas no ano seguinte não resistiram, em grande parte devido à intervenção negativa da imensa população de gaivotas que se instalou na zona de plantação incompatibilizando a manutenção das plantas vivas.
Seseli e Distichoselinum apenas se instalaram ex situ nas coleções vivas do JBUC, onde completaram o ciclo de vida, conforme referido, não tendo ainda sido ensaiada a instalação in situ, que contudo será menos urgente que nas outras duas espécies, cujas populações nativas são em quantidade mais reduzida.

Página anterior

Volver al índice

Página siguiente

Volver al índice

Enciclopedia Virtual
Tienda
Libros Recomendados


1647 - Investigaciones socioambientales, educativas y humanísticas para el medio rural
Por: Miguel Ángel Sámano Rentería y Ramón Rivera Espinosa. (Coordinadores)

Este libro es producto del trabajo desarrollado por un grupo interdisciplinario de investigadores integrantes del Instituto de Investigaciones Socioambientales, Educativas y Humanísticas para el Medio Rural (IISEHMER).
Libro gratis
Congresos

9 al 23 de octubre
VI Congreso Virtual Internacional sobre

Arte y Sociedad: Paradigmas digitales

16 al 30 de octubre
II Congreso Virtual Internacional sobre

Migración y Desarrollo

1 al 15 de noviembre
II Congreso Virtual Internacional sobre

Desigualdad Social, Económica y Educativa en el Siglo XXI

4 al 15 de diciembre
V Congreso Virtual Internacional sobre

Transformación e innovación en las organizaciones

11 al 22 de diciembre
I Congreso Virtual Internacional sobre

Economía Social y Desarrollo Local Sostenible

Enlaces Rápidos

Fundación Inca Garcilaso
Enciclopedia y Biblioteca virtual sobre economía
Universidad de Málaga