O TURISMO DE SAÚDE E BEM-ESTAR

Susana Maria Pereira da Silva

Indicações terapêuticas


Tendo em conta as principais características hidrológicas deste conjunto de estâncias1 , a grande maioria está vocacionada para doenças do foro reumatológico e musculo-esquelético seguidas das doenças do aparelho respiratório, constituindo estas, a principal motivação da procura termal. Em termos médios cada estância está vocacionada para o tratamento de 3 a 4 patologias.

Frequência termal e proveitos


A frequência termal é liderada pelas termas de S. Pedro do Sul com cerca de 47% do total da frequência e 54% do total dos proveitos da região TCP, já Vale da Mó detém uma frequência e proveitos algo residuais quando comparados com os restantes valores (quadro 19). Em termos de proveitos médios destaca-se as termas da Felgueira com um custo superior aos restantes estabelecimentos, auferindo 379,3 euros por pessoa.
Regista-se ainda uma quebra bastante significativa, nos dois itens, neste conjunto, demarcando-se o Luso com -86,7% de inscrições e -85,1% dos proveitos, justificado pelas obras de remodelação que sofreu estando aberta apenas por 2 meses.
De referir que o conjunto das termas da região TCP detém 51% do total da frequência nacional assim como 55% dos proveitos totais registando uma média por pessoa (243,4 euros) superior à média nacional, sublinhando a grande capacidade competitiva que esta região demonstra face às restantes.


Vertente de saúde e bem-estar


Face à complexificação da atividade turística em geral e termal em particular, tendo em conta o caráter oscilatório e sazonal e a urgência em dar resposta às necessidades da sociedade atual, as estâncias termais congregam não só serviços terapêuticos de cura clássica, mas alargam-se aos programas de saúde e bem-estar.
No conjunto das 11 termas, atualmente, apenas 2 (Ladeira de Envendos e Vale da Mó) não desenvolvem programas de saúde e bem-estar em muito motivado pelas próprias características infraestruturais e equipamentos diretos e indiretos que possuem. As restantes apresentam uma gama mais ou menos diversificada de serviços de saúde e bem-estar que oscilam entre tratamentos pontuais ou programas mais alargados (fim de semana, 1-3 dias, 5 dias, 7 dias) e específicos ao nível do corpo e mente com especial incisão nos programas antisstress e beleza e estética (quadro 20).
Em algumas estâncias, este serviço de saúde e bem-estar é ainda enriquecido com a oferta da dimensão de recreio e lazer, contribuindo para o desenvolvimento da vertente turística das mesmas, e que passa fundamentalmente por passeios turísticos pela região, passeios e percursos pela natureza envolvente (parques, áreas de montanha, margens dos rios), circuitos, atividades desportivas (ténis, natação, circuitos de manutenção, golfe), entre outros.
Relativamente à frequência verifica-se, em termos gerais, uma tendência crescente nos últimos anos que decorre da crescente importância deste segmento sendo evidente uma aposta neste sentido, até porque pode constituir um caminho privilegiado para o combate da sazonalidade que impera neste conjunto de estâncias.

A imagem turística das estâncias e territórios termais - a informação disponível ao turista


O marketing e publicidade são componentes indispensáveis na promoção de uma imagem turística atrativa de qualquer produto.
No caso das estâncias termais em estudo, as estratégias de clienting que usam para promover a sua imagem, a nível nacional, recaem principalmente sobre a promoção nomeadamente através das páginas de internet, brochuras, postos de turismo e relações com outros elementos do cluster termal, no qual se salientam os hotéis. Refere-se ainda a importância da participação em feiras e certames muito embora se resumam a participações quase exclusivamente nacionais, sendo residual a participação em eventos termais a nível internacional.
Enquanto fonte de informação sobre destinos e produtos turísticos, o canal online é um veículo privilegiado2 . Por isso, achou-se pertinente analisar a informação que as estâncias termais têm disponibilizado ao turista através da internet, nomeadamente através da sua página oficial (quando existente).
Na área de influência do TCP, 9 das 11 estâncias termais, têm uma página oficial na internet, mas nem todas fazem um uso otimizado desta ferramenta como meio privilegiado de divulgação e promoção dos seus produtos para cultivarem uma imagem turisticamente atrativa, e como meio de acesso a potenciais mercados.
Esta análise mostra que, em alguns casos, a informação disponibilizada pelos endereços eletrónicos das termas é deficiente em determinados parâmetros e pouco elucidativa. Também a informação disponibilizada pelo site da Associação das Termas de Portugal, onde é congregada diversa informação das suas associadas (a maior parte das termas portuguesas), não prima pela qualidade estando bastante desatualizada e incompleta, o que afeta de forma negativa a imagem do destino.


1

Bicarbonatada sódica, cloretada sódica, sulfatada cálcica, silicatada, sulfidratada, hipossalina, hipersalina, magnesiana, ferruginosa, sulfúrea, fluoretada e francamente mineralizada (TCP, op. cit.).

2 Segunda posição no inquérito sobre a fonte de informação sobre férias (verão de 2006) com 24% (MEI, op. cit.).

Volver al índice

Enciclopedia Virtual
Tienda
Libros Recomendados


1647 - Investigaciones socioambientales, educativas y humanísticas para el medio rural
Por: Miguel Ángel Sámano Rentería y Ramón Rivera Espinosa. (Coordinadores)

Este libro es producto del trabajo desarrollado por un grupo interdisciplinario de investigadores integrantes del Instituto de Investigaciones Socioambientales, Educativas y Humanísticas para el Medio Rural (IISEHMER).
Libro gratis
Congresos

4 al 15 de diciembre
V Congreso Virtual Internacional sobre

Transformación e innovación en las organizaciones

11 al 22 de diciembre
I Congreso Virtual Internacional sobre

Economía Social y Desarrollo Local Sostenible

Enlaces Rápidos

Fundación Inca Garcilaso
Enciclopedia y Biblioteca virtual sobre economía
Universidad de Málaga