CONSERVAÇÃO IN VITRO E EX SITU E VALORIZAÇÃO DE ENDEMISMOS IBÉRICOS DAS APIACEAE PORTUGUESAS

Ana Cristina Pessoa Tavares dos Santos

Extração, caracterização e bioatividade dos óleos essenciais

Material vegetal e isolamento dos óleos essenciais

Foram estudados os óleos essenciais dos taxa Daucus carota subsp. halophilus, Distichoselinum tenuifolium, Seseli montanum subsp. peixotoanum, Eryngium duriaei e Thapsia minor, em plantas recolhidas de acordo com os dados da Tabela 6.
Após a colheita, o material vegetal foi seco ao ar e no escuro.
Os óleos foram caracterizados em termos químicos e em termos de atividade biológica, como será descrito nas secções seguintes.

Tabela 6: Dados da colheita do material vegetal para estudo dos óleos essenciais.


Taxa

Local de colheita

Tipo de material/época de colheita

Nº espécie voucher COI

Daucus carota subsp. halophilus

Cabo de S. Vicente e Arrifana.

Floração: amostra 1 e amostra 3 - abril.
Frutificação: amostra 2 e amostra 4 - junho.

Cabo S. Vicente COI00033066; Arrifana COI00033067.

Daucus carota subsp. gummifer

Nazaré, Praia do Norte e S. Pedro de Moel.

Frutificação - julho.

Ver anexo I

Daucus carota subsp. carota

Póvoa da Lomba e Meãs do Campo.

Frutificação - julho.

Ver anexo I

Daucus carota subsp. maximus

Cartuxa e Montemor-o-Novo.

Frutificação - julho.

Ver anexo I

Distichoselinum tenuifolium

Moncarapacho (Faro) e Burgau (Lagos).

Floração: amostra 1-Moncarapacho e amostra 3- Burgau - julho.
Frutificação: amostra 2- Moncarapacho e amostra 4- Burgau - agosto.

Moncarapacho COI00005906; Burgau COI00005905.

Seseli montanum subsp. peixotoanum

Trás-os-Montes, Bragança (Samil) e Alimonde.

Frutificação: amostra 1-
Samil e amostra 2- Alimonde - setembro a novembro.

Alimonde- ACTavares 108 (COI); Samil- ACTavares 109 (COI)

Eryngium duriaei

Parque Nacional Gerês, Margaraça, Colcurinho, Serra da Estrela.

Parte aérea da planta, frutificada - setembro a novembro.

Ver anexo I

Thapsia minor

Douro Litoral (Queimadela) e Beira Litoral (Mucelão).

Parte aérea da planta, frutificada - amostra 1 – Queimadela e amostra 2 Mucelão - julho.

Ver anexo I

O material vegetal destinado à preparação de óleos essenciais foi submetido a uma secagem moderada, por acondicionamento em local arejado, à temperatura ambiente e ao abrigo da luz, durante cinco a sete dias, até atingir teor de humidade entre 10 e 15%. Foi cuidadosamente mondado a fim de eliminar matérias estranhas e, se justificável, rejeitar partes lenhosas ou separar sub-amostras de distintos órgãos da planta.
Os óleos essenciais foram isolados por hidrodestilação durante 3h utilizando um aparelho de tipo Clevenger, de acordo com o procedimento descrito na Farmacopeia Europeia (Council of Europe, 1997). Os óleos foram armazenados em frascos escurecidos, a 4º C, para os ensaios ulteriores.

Página anterior

Volver al índice

Página siguiente

Volver al índice

Enciclopedia Virtual
Tienda
Libros Recomendados


1647 - Investigaciones socioambientales, educativas y humanísticas para el medio rural
Por: Miguel Ángel Sámano Rentería y Ramón Rivera Espinosa. (Coordinadores)

Este libro es producto del trabajo desarrollado por un grupo interdisciplinario de investigadores integrantes del Instituto de Investigaciones Socioambientales, Educativas y Humanísticas para el Medio Rural (IISEHMER).
Libro gratis
Congresos

4 al 15 de diciembre
V Congreso Virtual Internacional sobre

Transformación e innovación en las organizaciones

11 al 22 de diciembre
I Congreso Virtual Internacional sobre

Economía Social y Desarrollo Local Sostenible

Enlaces Rápidos

Fundación Inca Garcilaso
Enciclopedia y Biblioteca virtual sobre economía
Universidad de Málaga