CONSERVAÇÃO IN VITRO E EX SITU E VALORIZAÇÃO DE ENDEMISMOS IBÉRICOS DAS APIACEAE PORTUGUESAS

Ana Cristina Pessoa Tavares dos Santos

Avaliação geral da resposta in vitro

A propagação de espécies ameaçadas é importante não só para fins de conservação, mas também porque os taxa silvestres são uma fonte de diversidade genética que pode ser usada para melhorar ou desenvolver culturas com novas características genéticas através de hibridação (sexual ou somática) ou de transformação genética de plantas (Bajaj 1994; Pellegrineschi, 2005; Maxted et al., 2006; Baranski, 2008).
De todas as Apiaceae ibéricas endémicas, D. carota subsp. halophilus revelará maior interesse e merecerá atenção acrescida visto ser um endemismo exclusivamente português. Para além disso, é também um taxon tolerante à salinidade que pode ser usado para transferir essa característica para cultivares de cenoura - D. carota subsp. sativus - (Baranski, 2008) e também para utilização em estudos de agricultura biosalina (Öztürk et al., 2006), idênticos aos de Crithum maritimum (Atia et al., 2011), outra Apiaeae halófita e que se encontra com facilidade nas zonas costeiras de norte a sul de Portugal continental. Ao estudar os usos tradicionais e de fitoquímica, verificámos também que os óleos essenciais produzidos em D. carota subsp. halophilus, que serão descritos na seção correspondente, têm propriedades antifúngicas (Tavares et al., 2008).
Como se sabe, são múltiplos os fatores que influem no sucesso da micropropagação, do qual depende a produção em larga escala e em menos tempo e custos. Mais estudos sobre a propagação in vitro destas Apiaceaepodem melhorar a otimização de protocolos, principalmente nas condições necessárias para aumentar o rendimento e a qualidade do processo embriogénico, nomeadamente pela redução da germinação precoce dos embriões e tentativas de melhorar as taxas de germinação de embriões somáticos e a sua conversão em plântulas.
No entanto, é possível selecionar as técnicas consoante o objetivo da micropropagação com estes quatro taxa. Para a produção de rebentos caulinares em maior quantidade deve utilizar-se 2mg/L de BA nos meios de cultura dos 4 taxa, utilizando segmentos foliares em Distichoselinum eoápice caulinar para os restantes três. A embriogénese somática é mais eficaz utilizando segmentos foliares e 0,1mg/L 2,4-D em Seseli e a mesma concentração em segmentos de raiz em Angelica; a concentração de 1mg/L 2,4-D foi a que produziu melhor resposta na embriogénese em segmentos foliares Distichoselinum e no pecíolo de Daucus. Neste taxon, para o processo repetitivo de floração in vitro, devem usar-se os meristemas axilares (de plantas silvestres ou estabelecidas in vitro) com a adição conjunta de BA (1,5 mg/L) e de IAA (0,5 mg/L).

Página anterior

Volver al índice

Página siguiente

Volver al índice

Enciclopedia Virtual
Tienda
Libros Recomendados


1647 - Investigaciones socioambientales, educativas y humanísticas para el medio rural
Por: Miguel Ángel Sámano Rentería y Ramón Rivera Espinosa. (Coordinadores)

Este libro es producto del trabajo desarrollado por un grupo interdisciplinario de investigadores integrantes del Instituto de Investigaciones Socioambientales, Educativas y Humanísticas para el Medio Rural (IISEHMER).
Libro gratis
Congresos

4 al 15 de diciembre
V Congreso Virtual Internacional sobre

Transformación e innovación en las organizaciones

11 al 22 de diciembre
I Congreso Virtual Internacional sobre

Economía Social y Desarrollo Local Sostenible

Enlaces Rápidos

Fundación Inca Garcilaso
Enciclopedia y Biblioteca virtual sobre economía
Universidad de Málaga