O TURISMO DE SAÚDE E BEM-ESTAR

Susana Maria Pereira da Silva

Enquadramento da estratégia do produto de saúde e bem-estar nos principais programas, a nível nacional e regional


A visão e estratégia assumida no PENT


A estratégia definida no PENT para o produto saúde e bem-estar está centrada especialmente nos centros de Spa & Welness e na ambição de Portugal se tornar um wellness destination, votando para um segundo plano as estâncias termais.
O produto de saúde e bem-estar caracteriza-se pela pouca oferta de Spas (qualificados) e pela existência de termas pouco atrativas para a atividade turística. A situação de referência apresentada no PENT é pautada por alguns constrangimentos:

Esta situação reflete-se na competitividade do segmento a nível nacional e internacional, onde Portugal representa apenas 1,4% da quota europeia do produto.
Segundo o PENT, o mercado de saúde e bem-estar genérico é o que melhores perspetivas de crescimento apresenta e melhor se adequa à oferta de Portugal. Neste sentido, a “Estratégia para Portugal - Wellness Destination prevê o aumento da competitividade, o desenvolvimento de uma oferta suficientemente variada e inovadora que seja capaz de penetrar no mercado internacional através da criação de condições para que as empresas que operam no setor sejam estimuladas a investir nas regiões, o desenvolvimento de clusters turísticos em regiões onde existam recursos naturais adequados à realização das atividades relacionadas com o bem-estar físico e psíquico (ex. Madeira e Açores) e a criação de massa crítica de centro lúdico-termais, estéticos, técnicas orientais, talassoterapia, entre outros, concentrada numa determinada região com características locais adequadas. O objetivo é a conquista de “notoriedade no mercado internacional de wellness, fazendo chegar ao conhecimento dos consumidores finais e intermediários turísticos uma imagem de marca turística forte neste mercado” (TP, 2006: 31).
Ao setor das estâncias termais coube-lhe a “Estratégia Secundária para Portugal” onde é necessário a formulação de um plano de competitividade e a adaptação às exigências do mercado, através do investimento na modernização das instalações, melhorias nas técnicas de gestão e criação de produtos de lazer. Quando a oferta termal conseguir alcançar um grau de modernização elevado e homogéneo poderá competir no mercado internacional a partir do conceito de Rede de Estâncias Termais com uma oferta de qualidade de elevado potencial turístico.
Em relação ao turismo de saúde e bem-estar, o PENT traçou um conjunto de objetivos a atingir num horizonte temporal de 10 anos:

Na sequência, as principais ações a desenvolver passam pela requalificação das estâncias termais com vista ao seu posicionamento internacional (alteração do modelo de negócio por associação progressiva ao bem-estar), desenvolvimento de Spas numa lógica de qualificação da oferta, desenvolvimento da talassoterapia, definição de standards de qualidade/certificação, implementação de estratégias de promoção e distribuição orientadas para os diferentes segmentos de mercado, desenvolvimento de parcerias entre alojamento e oferta termal numa ótica de produto global, formação de recursos humanos, qualificação da envolvente das unidades, valorização da oferta complementar e da rede de informação (clienting do modelo de negócio) (MEI, op.cit.).

Volver al índice

Enciclopedia Virtual
Tienda
Libros Recomendados


1647 - Investigaciones socioambientales, educativas y humanísticas para el medio rural
Por: Miguel Ángel Sámano Rentería y Ramón Rivera Espinosa. (Coordinadores)

Este libro es producto del trabajo desarrollado por un grupo interdisciplinario de investigadores integrantes del Instituto de Investigaciones Socioambientales, Educativas y Humanísticas para el Medio Rural (IISEHMER).
Libro gratis
Congresos

17 al 31 de enero
I Congreso Virtual Internacional sobre

Economía Social y Desarrollo Local Sostenible

15 al 28 de febrero
III Congreso Virtual Internacional sobre

Desafíos de las empresas del siglo XXI

Enlaces Rápidos

Fundación Inca Garcilaso
Enciclopedia y Biblioteca virtual sobre economía
Universidad de Málaga