O TURISMO DE SAÚDE E BEM-ESTAR

Susana Maria Pereira da Silva

O turismo de saúde e bem-estar na Europa

A Europa é rica em recursos minero-medicinais, conhecidos e reconhecidos desde a Antiguidade, usados nas áreas da medicina preventiva, da reabilitação e do bem-estar na vertente Spa resort, e vem traçando um caminho de sucesso no âmbito do segmento da saúde e bem-estar, cujas estâncias termais são também estâncias turísticas onde ambas as valências estão integradas e perfeitamente complementares (ATP, 2000).
Segundo dados da ESPA1 , todos os anos resorts e Spas de saúde europeus geram volumes de negócios de cerca de 20 biliões de euros, empregando mais de 500 mil pessoas diretamente e 1,2 milhões indiretamente, constituindo um dos grandes empregadores da União Europeia2 .

Relevância do setor


A nível europeu, a procura primária de viagens internacionais de saúde e bem-estar ascende aos 3 milhões, de 1 ou mais noites de duração, o que representa aproximadamente 1,2% do total de viagens de lazer realizadas pelos europeus, número que se estima ser de 7 milhões de viagens no que à motivação secundária diz respeito. Os gastos médios por pessoa que, neste setor são em geral maiores que nos restantes segmentos de turismo por incluírem tratamentos terapêuticos e/ou outros serviços de bem-estar especializados de variados preços, situam-se entre os 100 e 400 euros.
Apesar deste setor ser relativamente recente, cresceu cerca de 50% entre 2000 e 2004 e, o facto das suas potencialidades e valências ainda não estarem esgotadas beneficiando de uma margem de evolução e progressão bastante grande, prevê-se que a procura continue a crescer nos próximos anos a um ritmo anual que oscilará entre os 5% e os 10%, estimando-se que, dentro de uma década, o mercado duplique, atingindo um volume próximo dos 6 milhões de viagens anuais3 .

Os principais mercados recetores e emissores


A Alemanha é atualmente quem domina, na Europa, o mercado emissor de turistas de saúde e bem-estar, registando 3,7% de consumidores em relação ao total de turistas do país e concentrando 63% do total de viagens de saúde e bem-estar realizadas no conjunto dos consumidores europeus (quadro 3). Contudo, é a Itália que figura como o principal destino de saúde e bem-estar com 14,8 % de clientes, seguida de Espanha e Áustria. Portugal figura em 18º lugar nas escolhas da procura de saúde e bem-estar.
Uma pesquisa realizada junto dos consumidores europeus revela que o melhor destino de saúde e bem-estar, para a grande maioria, é o seu próprio país, a boa posição que Portugal ocupa nestas escolhas, sobretudo no mercado espanhol, assim como os seus principais concorrentes na oferta deste produto, nomeadamente Espanha, França, Alemanha, Itália e Suíça.

1 European Spas Association (Associação Europeia de Spas).

2 Informação disponibilizada no endereço eletrónico da ESPA (www.espaehv.com, a 07/08/10).

3 De acordo com o estudo realizado para o Turismo de Portugal (European Travel Monitor-2004, IPK; análise THR) na sequência da realização do PENT (TP, op. cit.).

Volver al índice

Enciclopedia Virtual
Tienda
Libros Recomendados


1647 - Investigaciones socioambientales, educativas y humanísticas para el medio rural
Por: Miguel Ángel Sámano Rentería y Ramón Rivera Espinosa. (Coordinadores)

Este libro es producto del trabajo desarrollado por un grupo interdisciplinario de investigadores integrantes del Instituto de Investigaciones Socioambientales, Educativas y Humanísticas para el Medio Rural (IISEHMER).
Libro gratis
Congresos

9 al 23 de octubre
VI Congreso Virtual Internacional sobre

Arte y Sociedad: Paradigmas digitales

16 al 30 de octubre
II Congreso Virtual Internacional sobre

Migración y Desarrollo

1 al 15 de noviembre
II Congreso Virtual Internacional sobre

Desigualdad Social, Económica y Educativa en el Siglo XXI

4 al 15 de diciembre
V Congreso Virtual Internacional sobre

Transformación e innovación en las organizaciones

11 al 22 de diciembre
I Congreso Virtual Internacional sobre

Economía Social y Desarrollo Local Sostenible

Enlaces Rápidos

Fundación Inca Garcilaso
Enciclopedia y Biblioteca virtual sobre economía
Universidad de Málaga