BIBLIOTECA VIRTUAL de Derecho, Economía y Ciencias Sociales


FUNDAMENTOS DA MATEMÁTICA

Christian Q. Pinedo



Esta página muestra parte del texto pero sin formato.

Puede bajarse el libro completo en PDF comprimido ZIP (264 páginas, 1.49 Mb) pulsando aquí

 

 

6.2 LIMITES: Superior. Inferior.

Definição 6.6 Limite inferior.

Seja A um conjunto ordenado, dizemos que a  A é limite inferior de A se para todo x  A temos que a x ; isto é o elemento a, é anterior a todos os elementos de A.

Definição 6.7 Limite Superior.

Dizemos que b  A é limite superior de A , se para todo x  A temos que x b ; isto é b é posterior a todos os elementos de A.

6.2.1 Supremo. Ínfimo.

Seja B um subconjunto de um conjunto parcialmente ordenado A .

Definição 6.8. Minorante.

Um elemento m de A é chamado de minorante de B , se para todo x  B tem-se que m x ; isto é, m é anterior ou inferior a todo elemento de B.

Exemplo 6.7

Seja A  R , o conjunto (intervalo ) A = (-4, 6) tem como limite inferior qualquer número x  R sempre que x  -4; e como limite superior qualquer número y  R sempre que 6  y .

Definição 6.9 Ínfimo de um conjunto.

Se um minorante de B é posterior ou superior a todos os minorantes de B , dizemos que é o ínfimo de B e denotamos por inf.(B) .

Em geral B pode não ter minorantes ou ter muitos, porém caso exista somente pode ter um inf.(B) .

Analogamente, um elemento M de A é chamado de maiorante de B , se para todo x  B tem-se que x M ; isto é, M é superior ou posterior a todos os elementos de B .

Definição 6.10 Supremo de um conjunto.

Se um maiorante de B é anterior ou inferior a todos os maiorantes de B , dizemos que M é o supremo de B e denotamos por sup.(B) .

Em geral B pode não ter maiorantes ou ter muitos, porém caso exista somente pode ter um sup.(B).

Exemplo 6.8

No Exemplo (6.7), temos que inf.(B) = -4 e sup.(B) = 6

6.2.2 Elementos: Maximal. Minimal.

Definição 6.11 Elemento maximal.

Seja A um conjunto ordenado, dizemos que a  A é maximal se a x implica a = x ; isto é a  A é elemento maximal, se em A não existe nenhum elemento posterior a a no sentido estrito.

Definição 6.12 Elemento minimal.

De modo análogo, dizemos que b é elemento minimal se, x b implica b = x ; isto é b  A é elemento minimal, se em A não existe nenhum elemento anterior ao elemento b no sentido estrito.

Exemplo 6.9

• O conjunto do Exemplo (6.8), não tem elemento maximal, nem elemento minimal.

• O conjunto A = [-4, 6)  R tem como elemento minimal o -4 , não tem elemento maximal.

Figura 6.2:

• O conjunto A = (-4, 6]  R tem como elemento maximal o 6 , não tem elemento minimal.

Exemplo 6.10

Seja A = { 1, 2, 3, 4, 5} um conjunto ordenado pelo diagrama da Figura (6.2).

Observe que:

2 1, 4 1, 5 3, 4 3, 5 1.

Aqui, 4 e 5 são elementos minimais, o elemento maximal é o 1 .


 

Grupo EUMEDNET de la Universidad de Málaga Mensajes cristianos

Venta, Reparación y Liberación de Teléfonos Móviles
Enciclopedia Virtual
Biblioteca Virtual
Servicios
 
Todo en eumed.net:

Congresos Internacionales


¿Qué son?
 ¿Cómo funcionan?

 

15 al 29 de
julio
X Congreso EUMEDNET sobre
Turismo y Desarrollo




Aún está a tiempo de inscribirse en el congreso como participante-espectador.


Próximos congresos

 

06 al 20 de
octubre
I Congreso EUMEDNET sobre
Políticas públicas ante la crisis de las commodities

10 al 25 de
noviembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Migración y Desarrollo

12 al 30 de
diciembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Economía y Cambio Climático

 

 

 

 

Encuentros de economia internacionales a traves de internet


Este sitio web está mantenido por el grupo de investigación eumednet con el apoyo de Servicios Académicos Internacionales S.C.

Volver a la página principal de eumednet