USO EFICIENTE DA ÁGUA: ASPECTOS TEÓRICOS E PRÁTICOS

USO EFICIENTE DA ÁGUA: ASPECTOS TEÓRICOS E PRÁTICOS

Organizador: José Dantas Neto

Volver al índice

 

 

4 ESTRATÉGIAS PARA O USO EFICIENTE DA ÁGUA

Torres e Torres (2004, p. 27) chamam a atenção para algumas estratégias que poderiam ser adotadas no intuito de se atingir o uso eficiente da água, tais como:

Reciclar a água dentro do sistema (sobretudo na indústria); reutilização da água para um segundo uso como a rega ou a descarga de aparelhos sanitários; economizar a água estabelecendo um preço que pode influenciar a demanda ou através de campanhas educativas tendentes a diminuir o uso por parte dos usuários; emprego de critérios de eficiência e educação, para reduzir o desperdício por fugas, sistemas de baixa eficiência ou negligência dos usuários.

O autor recomenda que para se alcançar resultados mais satisfatórios essas estratégias devem ser implementadas de forma combinada, bem como deve levar também em consideração alguns elementos chaves que irão nortear sua implementação. Segue quadro explanando as atividades necessárias para se colocar em prática as respectivas estratégias.

Estudar os usos e as demandas potenciais em função das condições culturais, sociais e modos de produção.

Incorporar e desenvolver estratégias de produção mais limpa nos diferentes setores de usuários da água.

Medição e controle dos consumos.

Medição e controle das perdas de água.

Construção de cenários para os sistemas de água segundo as demandas futuras de água potável e água residual.

Estudar as descargas de águas residuais pelos usuários.

Estudar a reutilização da água residual ou seu impacto ambiental sobre a descarga ou fontes superficiais.

Investigar a provisão de equipes e instrumentos para a arrecadação e armazenamento de informações sobre a situação da água nos sistemas.

Investigar as necessidades de capacitação formal e não formal para o fortalecimento de capacidades no uso eficiente da água.

Prover informação atualizada e de boa qualidade aos diferentes setores de usuários.

Estimar economicamente os benefícios e seu impacto nas inversões e a eficiência das empresas prestadoras de serviços.