GEOTECNOLOGIAS E O PLANEJAMENTO DA AGRICULTURA DE ENERGIA

Heloísa Rodrigues Nascimento
Yolanda Vieira de Abreu

4.5.4 Mapa de declividade

A declividade é um fator preponderante na questão de mecanização de áreas agrícolas, portanto há influência da mesma na determinação do uso de máquinas agrícolas para o desenvolvimento das culturas. Neste caso, a declividade máxima deve estar em torno de 12%, pois acima deste limite torna-se inviável o processo da mecanização (AGROBYTE, 2009).

No município de Pedro Afonso, de acordo com os dados apresentados no mapa de declividade e sua legenda observa-se a presença das classes AB com declive igual ou inferior a 5% na sua maior parte, seguida da classe D com declive maior que 15% e igual ou inferior a 30%, e a classe BC com declive maior que 5% e igual ou inferior a 10%.

Sobrepondo-se o mapa de culturas com o mapa de declividade percebe-se que a distribuição espacial das culturas da soja e cana-de-açúcar está presente sobre a classe AB, ou seja, o fator declividade varia em igual ou inferior a 5% e igual ou inferior a 10%, de acordo com a figura 4.16, possibilitando a mecanização das áreas agrícolas, visto que a declividade destas são inferiores a 12%.

Segundo a SEPLAN (2000), as classes AB é o mosaico com predomínio de A sobre B, BC mosaico com predomínio de B sobre C. A seguir uma breve descrição destas classes de declividade.

• Tipo A (declive igual ou inferior a 5%): predominância de áreas com declives suaves, nos quais, a maior parte dos solos, o escoamento superficial é lento ou médio.
• Tipo B (declive maior que 5% e igual ou inferior a 10%): predominância de áreas com superfícies inclinadas, geralmente com relevo ondulado, nos quais o escoamento superficial para a maior parte dos solos é médio ou rápido.
• Tipo C (declive maior que 10% e igual ou inferior a 15%): predominância de áreas inclinadas a fortemente inclinadas, cujo escoamento superficial e rápido na maior parte dos solos.
• Tipo D (declive maior que 15% e igual ou inferior a 30%): predominância de áreas inclinadas a fortemente inclinadas, cujo escoamento superficial é rápido a muito rápido na maior parte dos solos.

4.5.5 Mapa de vegetação potencial

O Mapa de Vegetação Potencial apresenta as classes presentes no município de Pedro Afonso, sendo elas: campo cerrado (Sa) representando 85,51% da formação vegetal da área, a gramíneo lenhosa com floresta de galeria (Sgf) representando 14,23% da formação vegetal e o parque (Sp) representando 0,26% da formação vegetal. A figura 4.17 apresenta o Mapa de Vegetação Potencial do município de Pedro Afonso elaborado pela autora a partir de dados cedidos pela SEPLAN (2000).

 

Volver al índice

Enciclopedia Virtual
Tienda
Libros Recomendados

El conjunto de métodos aplicados al conocimiento de la ciencia, derivan de la Epistemología, que es una rama de la filosofía. La Epistemología es la aplicación de los principios de la Teoría del Conocimiento, en este caso, al conocimiento de la ciencia Económica. Al dar comienzo a esta obra, postulo que la ciencia económica y, con ella, su método, es la más teñida por los intereses ideológicos.
Libro gratis
Congresos

9 al 23 de octubre
VI Congreso Virtual Internacional sobre

Arte y Sociedad: Paradigmas digitales

2 al 16 de octubre
I Congreso EUMEDNET sobre

Economía y contextos organizativos: nuevos retos

16 al 30 de octubre
II Congreso Virtual Internacional sobre

Migración y Desarrollo

1 al 15 de noviembre
II Congreso Virtual Internacional sobre

Desigualdad Social, Económica y Educativa en el Siglo XXI

Enlaces Rápidos

Fundación Inca Garcilaso
Enciclopedia y Biblioteca virtual sobre economía
Universidad de Málaga