GEOTECNOLOGIAS E O PLANEJAMENTO DA AGRICULTURA DE ENERGIA

Heloísa Rodrigues Nascimento
Yolanda Vieira de Abreu

Capitulo V

CONSIDERAÇÕES FINAIS DA APLICAÇÃO DAS FERRAMENTAS DE GEOTECNOLOGIAS SOBRE O MUNICÍPIO DE PEDRO AFONSO (TO)

Este trabalho teve como objetivo principal apresentar a importância de utilizar as ferramentas desenvolvidas pelas geotecnologias para o monitoramento e planejamento no desenvolvimento da ocupação das culturas agrícolas destinadas a produção de energia.  A partir da utilização de imagens de satélites, planos de informação cedidos pela SEPLAN (TO) e os dados obtidos pela pesquisa de campo junto a COAPA e ADAPEC, foi possível a elaboração de carta-imagem, mapas temáticos e o mapa cadastral, que integrados produziram um banco de dados geográficos referente ao município de Pedro Afonso-TO.

A carta-imagem obtida a partir do processamento de imagens possibilitou a visualização espacial das características presentes na área, apresentando como vantagem o aspecto multitemporal, ou seja, pode ser atualizada periodicamente, permitindo a realização de novos estudos. Entretanto, faz-se necessário expor que houve dificuldade encontrar imagens livre da cobertura de nuvens no período da safra. Porém a imagem com data de 17/01/2010, coletada para este trabalho, proporcionou estes resultados com prejuízos mínimos, mesmo impondo algumas limitações quanto à estimativa da safra neste período.

O mapa de uso e cobertura do solo, oriundo do processo de classificação e interpretação das imagens apresentou a distribuição das classes criadas: vegetação e pastagem, área urbana, água (rios, lagos, represas), agricultura e solo exposto, e sua respectiva distribuição dentro da área do município. Tal sistema apresenta as vantagens com relação ao custo, disponibilidade e agilidade, mostrando-se importante ferramenta para aplicações agrícolas, como: a identificação, localização, mapeamento e estimativa de áreas ocupadas pelas culturas.  Os números demonstraram que na região predomina a vegetação e pastagem (58,50%), havendo presença de solo exposto (21,50%), áreas destinadas à agricultura (15,76%) e outras.

No mapa de culturas, pode-se observar a distribuição espacial das mesmas dentro da área de estudo, destacando-se a cultura da soja (66,87%), e a expansão da cana-de-açúcar (17,83%) no município, sendo importante ferramenta para identificar e localizar as áreas de produção.

O trabalho de campo contribuiu significativamente, pois a coleta de amostras das classes possibilitou a comprovação e aprimoramento da qualidade da classificação, principalmente na identificação e diferenciação das culturas: cana-de-açúcar e soja.

A elaboração dos mapas temáticos, para o município de Pedro Afonso a partir de dados da SEPLAN-TO, pode ser útil como ferramenta de estudo relacionada com a distribuição das características físicas e suas classes dentro da área. Esta constatação é resultado dos mapas temáticos apresentarem fatores intrínsecos a adaptação e desenvolvimento das culturas em questão. Portanto, podem auxiliar na solução de problemas futuros vinculados ao comando e controle do direcionamento de atividades praticadas dentro da área estudada.

A ferramenta “operações métricas” disponível no software SPRING permitiu que a partir de uma imagem georreferenciada obtivesse a estimativa da área plantada das culturas de soja e cana-de-açúcar, auxiliando no levantamento e acompanhamento de dados para conhecimento da produção. A partir deste dado foi possível fazer comparação entre a estimativa de área plantada da cultura da soja obtida na imagem Landsat e a estimativa de área plantada fornecida pela ADAPEC/COAPA, sendo encontrada uma diferença relativa de 9,03% entre as mesmas, que pode ser resultado da presença de nuvens sobre uma pequena área.

As informações do mapa cadastral, após a sua finalização, transformaram-se em um banco de dados que poderá ser utilizado por órgãos públicos, empresas privadas e cooperativas oferecendo informações quanto a localização dos imóveis produtores de soja no município, assim como a sua produção em cada safra. A partir dos dados do mapa cadastral é possível a realização de cálculos sobre aumento ou diminuição de produção, e até mesmo informações sobre a substituição da cultura atual por outra, servindo de fontes de consulta a diversos órgãos vinculados a agricultura de energia.
A metodologia empregada para obtenção dos produtos citados acima se mostrou eficaz, no que diz respeito aos conceitos, ferramentas e técnicas disponíveis e em proporcionar o alcance dos objetivos propostos inicialmente para a pesquisa.

Os resultados finais de todos os levantamentos e análises realizadas foram integrados em uma única base de dados. Este procedimento permitiu que tal base de dados se apresentasse de forma dinâmica e que futuramente o mesmo pode ser atualizado, originando novos produtos.  Tal banco de dados é uma ferramenta importante de planejamento e pode ser utilizada por gestores municipais, estaduais e federais para organização do espaço rural de forma sustentável. 

Sugere-se o emprego de imagens de alta resolução para uma análise mais minuciosa da diferenciação entre as classes de uso e cobertura do solo presentes no município, gerando assim uma classificação mais detalhada. Recomenda-se, também, uma nova elaboração dos mapas geológico, geomorfológico, pedológico, pluviosidade e declividade em escala menor para obtenção de dados mais detalhados que servirão de base para novos resultados.

Volver al índice

Enciclopedia Virtual
Tienda
Libros Recomendados


1647 - Investigaciones socioambientales, educativas y humanísticas para el medio rural
Por: Miguel Ángel Sámano Rentería y Ramón Rivera Espinosa. (Coordinadores)

Este libro es producto del trabajo desarrollado por un grupo interdisciplinario de investigadores integrantes del Instituto de Investigaciones Socioambientales, Educativas y Humanísticas para el Medio Rural (IISEHMER).
Libro gratis
Congresos

17 al 31 de enero
I Congreso Virtual Internacional sobre

Economía Social y Desarrollo Local Sostenible

15 al 28 de febrero
III Congreso Virtual Internacional sobre

Desafíos de las empresas del siglo XXI

15 al 29 de marzo
III Congreso Virtual Internacional sobre

La Educación en el siglo XXI

Enlaces Rápidos

Fundación Inca Garcilaso
Enciclopedia y Biblioteca virtual sobre economía
Universidad de Málaga