BIBLIOTECA VIRTUAL de Derecho, Economía y Ciencias Sociales

ENERGIA, ECONOMIA, ROTAS TECNOLÓGICAS. TEXTOS SELECIONADOS

Yolanda Vieira de Abreu y otros




Esta página muestra parte del texto pero sin formato.

Puede bajarse el libro completo en PDF comprimido ZIP (330 páginas, 5.19 Mb) pulsando aquí

 


1.3 ESTADO DO TOCANTINS

No Estado do Tocantins existem aproximadamente 34.521 estabelecimentos familiares. No total são 136.785 pessoas ocupadas dentro do processo de produção da agricultura familiar, representando 13% do total da população do Estado. Anualmente, contribuem e geram uma renda em torno de R$ 108 milhões de reais à economia do Estado (SANTOS, 2004). Dos 34.521 estabelecimentos familiares do estado, 10.939 (32%) são classificados como quase sem renda, 8.484 (25%) são considerados de baixa renda, 11.139 (32%) são de renda média e 3.959 (11%) são classificados como de rendas altas. As principais atividades agropecuárias desenvolvidas pelos agricultores familiares são a criação extensiva de gado bovino e os cultivos de arroz, mandioca, milho e fruticultura (CONAB, 2008).

Desta forma, o Estado deve contribuir para o melhoramento de técnicas e consequentemente o desenvolvimento destes agricultores. A tecnologia apropriada é simples, mas dentro do cenário dos pequenos produtores agrícolas tocantinenses faz diferença e proporciona melhoria de qualidade de vida e aumento da produtividade das hortas e lavouras. Tal situação ocorre porque esta tecnologia permite que o produtor explore seu próprio potencial, da sua terra e suas lavouras utilizando equipamentos e soluções de baixo custo, porém eficientes e adequados ao meio ambiente.

É considerável a representação da agricultura familiar no Estado do Tocantins, por isso a importância em auxiliar o crescimento e o desenvolvimento das famílias por meio da transferência de tecnologias apropriadas. Para que isso ocorra, é importante o apoio intensivo dos órgãos governamentais responsáveis pelas políticas públicas ambientais e sociais, como é o caso principalmente da Secretaria de Agricultura do Estado do Tocantins – SEAGRO/TO e o Instituto de Desenvolvimento Rural do Estado do Tocantins – RURALTINS, ambos responsáveis pela manutenção da agricultura familiar no Estado. Para isso, a SEAGRO e o RURALTINS têm executado algumas ações voltadas para a agricultura familiar, com o objetivo de efetivar o desenvolvimento sustentável destas famílias através da elevação do poder de renda. Através desses processos, muitos são os exemplos de tecnologias apropriadas que atualmente são dominadas por pequenos agricultores tocantinenses e que já apresentam resultados positivos significativos. Entre elas a utilização de tração animal reduzindo a necessidade da compra de combustíveis, geradores de energia para as comunidades que não têm acesso às redes de transmissão, projetos de produção de hortaliças e frutas em espaços reduzidos, sistemas agroflorestais como forma de diversificação das atividades agrícolas, entre várias outras que beneficiam as famílias no campo.

1.4 EXPERIÊNCIAS COM TECNOLOGIAS APROPRIADAS NO ESTADO DO TOCANTINS

1.4.1 Projeto Quintal Verde

O projeto Quintal Verde utilizando o Sistema Mandala e outras formas de tecnologias apropriadas ao cultivo de hortaliças, e estão sendo implantados na comunidade Quilombola Lagoa da Pedra, localizadas no município de Arraias – TO.

O Sistema Mandala é um dos principais modelos de utilização de tecnologias apropriadas por agricultores familiares no âmbito do estado do Tocantins. A proposta para implantação do projeto partiu de uma ação do governo do Estado através do Instituto de Desenvolvimento Rural do Estado do Tocantins - RURALTINS, na busca pelo incentivo à produção de frutas e hortaliças, envolvendo comunidades, agricultores familiares e escolas, visando, entre outros benefícios, a segurança alimentar dos atores envolvidos.

Este projeto transmite modelos de tecnologia apropriada que sejam aplicáveis à realidade de pequenas comunidades rurais, buscando incrementar a produção de verduras, legumes, cereais, frutas, raízes entre outros cultivos, através da construção de hortas comunitárias em qualquer local onde seja apropriada sua implantação como: estabelecimentos particulares, escolas estaduais, municipais, creches entre outras, sempre visando atender o número máximo de pessoas. Para a elaboração deste estudo de caso foram utilizados dados primários coletados por estes autores artigo, que participaram individualmente de algumas fases de implantação e condução do Projeto Quintal Verde. Essa participação possibilitou sistematizar informações e fatos provenientes das experiências obtidas em campo.

Para que o projeto se consolidasse, foram realizadas palestras, dias em campo, visitas técnicas e eventos com o objetivo de transmitir informações e os benefícios advindos da sua utilização. Existe por parte do Governo do Estado o objetivo de incentivar o cultivo de frutas e hortaliças.

A implantação e condução deste projeto junto à comunidade foram realizadas utilizando modelos de tecnologias apropriadas à realidade local, considerando as características agronômicas assim como as condições financeiras e culturais dos beneficiários. Toda a montagem do projeto, desde sua implantação, escolha dos produtos, manuseio e condução das hortas, foi construído junto com a comunidade, utilizando somente insumos e matérias primas locais, bem como na produção dos biofertilizantes e inseticidas naturais, até a colheita e armazenamento dos produtos. A comunidade local também participa de forma conjunta e efetiva na parte de transportes, mão de obra e outras atividades necessárias para a efetivação do projeto.

Os resultados obtidos não se restringiram somente a segurança alimentar dos agricultores e suas famílias, mas de toda população em geral. Ao longo do projeto observou-se que houve incremento na renda dos produtores rurais, chegando a um ganho diário de R$ 6,00 somente com a comercialização do excedente produzido nos quintais.

As hortas comunitárias e as mandalas são implantadas sob orientação de um agrônomo ou técnico agrícola, sendo que a escolha das hortaliças é feita de forma diversificada, garantindo uma grande variedade de produtos o que permite atender um número elevado de consumidores.


Grupo EUMEDNET de la Universidad de Málaga Mensajes cristianos

Venta, Reparación y Liberación de Teléfonos Móviles
 
Todo en eumed.net:

Congresos Internacionales


¿Qué son?
 ¿Cómo funcionan?

 

15 al 29 de
julio
X Congreso EUMEDNET sobre
Turismo y Desarrollo




Aún está a tiempo de inscribirse en el congreso como participante-espectador.


Próximos congresos

 

06 al 20 de
octubre
I Congreso EUMEDNET sobre
Políticas públicas ante la crisis de las commodities

10 al 25 de
noviembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Migración y Desarrollo

12 al 30 de
diciembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Economía y Cambio Climático

 

 

 

 

Encuentros de economia internacionales a traves de internet


Este sitio web está mantenido por el grupo de investigación eumednet con el apoyo de Servicios Académicos Internacionales S.C.

Volver a la página principal de eumednet