PLANO DE MARKETING
BIBLIOTECA VIRTUAL de Derecho, Economía y Ciencias Sociales

 

LAS MIPYMES EN LATINOAMÉRICA

Estudios e Investigaciones en la Organización Latinoamericana de Administración

 

Rafael Regalado Hernández

 

 

 

Esta página muestra parte del texto pero sin formato.

Puede bajarse el libro completo en PDF comprimido ZIP (276 páginas, 1,75 Mb) pulsando aquí

 

 

 

 

4.1. PLANO DE MARKETING

As pequenas empresas para se adequarem a esta estratégia podem buscar orientação de profissionais especializados ou de organizações de apoio às micro e pequenas empresas, como o Sebrae.

A utilização do plano de marketing torna a empresa menos vulnerável às crises, pois estas podem ser previstas com antecedência. Também é possível superar os concorrentes planejando cuidadosamente produtos e serviços mais adequados aos desejos e necessidades dos clientes, o que reduz os problemas da comercialização e planejamento dos produtos. O planejamento conduz, informa e determina o rumo a seguir. Soluções para problemas como falta de capital, falta de clientes e poucas vendas também podem surgir de um planejamento coerente e consistente (KOTLER, 2002).

Devido à facilidade das empresas de pequeno porte conhecerem melhor as necessidades dos clientes por meio de um sistema de informação externo simples, o proprietário-dirigente pode utilizar-se das informações coletadas para subsidiar a elaboração do plano de marketing, otimizando o processo de planejamento e melhorando a sua equação de valor.

O plano de marketing deve incluir a análise de valor da empresa, pois proporciona o conhecimento dos pontos em que deve haver investimento e aqueles em que não se deve investir, o que é crucial para a obtenção da qualidade, para competir, para proporcionar comodidade quanto ao ponto, para comercializar e criar produtos que satisfaçam os clientes e para descobrir e eliminar deficiências tecnológicas. Ações que satisfazem os clientes, de um modo geral, geram vendas e lucros (COBRA, 2003).

No entanto, o planejamento exige organização e controle, itens que devem ser aplicados em toda a empresa. A tomada de decisão também é facilitada quando o rumo é conhecido. O planejamento deve contemplar ações imediatas, a curto e a longo prazo, o que pode representar um meio de alterar a ótica de curto para longo prazo, gradativamente. A entrada no mercado internacional também pode ser prevista no plano de marketing.

4.2. SEGMENTAÇÃO, POSICIONAMENTO E ESCOLHA DO MERCADO-ALVO

As reflexões sobre a segmentação e o posicionamento trazem conhecimento sobre a empresa, sobre o mercado e sobre os produtos, porque buscam identificar novos mercados e novas formas de atendê-los. A escolha do mercado-alvo reduz a concorrência, pois atende mercados mais específicos e permite também uma melhor adequação da qualidade, do ponto, dos produtos e serviços, bem como do preço e da comunicação (KOTLER, 2000).

As micro e pequenas empresas, por terem uma mobilidade no atendimento ao cliente, se posicionam no mercado com produtos diferenciados ou variedades de serviços personalizados às necessidades do mercado consumidor. Isto viabiliza a segmentação e a escolha do mercado-alvo, que deve estar previsto no plano de marketing.

4.3. DESENVOLVIMENTO DAS PESSOAS

Pode auxiliar a combater a falta de conhecimento de um modo geral, melhorar a qualidade dos produtos e serviços através da qualificação da mão-de-obra, o que diminui a força da concorrência, assim como as falhas na comercialização e nos produtos. Pessoas mais capacitadas possuem mais facilidade para obter informações, encontrar novas formas de aumentar os lucros, planejar, organizar, controlar, tomar decisões melhores, delegar e compartilhar as informações, pensar a longo prazo, pesquisar, conhecer e melhorar o sistema de custos da empresa, bem como participar no mercado externo. Todas essas melhorias auxiliam na manutenção e captação de clientes e vendas (KOTLER, 1998).

O desenvolvimento de pessoas não é tarefa de marketing propriamente dita, mas imprescindível para a implantação das suas estratégias. As pequenas empresas possuem uma informalidade comportamental maior com os funcionários, criando a situação ideal para comprometê-los com os objetivos de marketing e motivá-los na busca de aperfeiçoamento profissional.

4.4. MIX DE MARKETING .

A definição de um mix de marketing que represente claramente o foco e o posicionamento da empresa reduz a dependência do mercado, pois possibilita manter os clientes, diminuindo a ação da concorrência. O mix diminui também a falta de qualidade, pois a oferta é adequada ao cliente, possibilitando escolher o ponto mais adequado, como também age diretamente nos problemas de comercialização e concepção de produtos, trazendo como conseqüência clientes satisfeitos, vendas e lucros, podendo ainda aumentar ou criar demanda no mercado externo, além de auxiliar na criação de uma política de custos (KOTLER, 2000).

As pequenas empresas apresentam a estrutura organizacional simplificada e a personalização da gestão e da qualidade dos produtos na pessoa do proprietário dirigente, o que gera flexibilização no mix de marketing, facilitando a adaptação às exigências dos clientes.

4.5. MARKETING DE RELACIONAMENTO E FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES

O Marketing de relacionamento possibilita conhecer melhor o cliente, suas necessidades e desejos, direcionando a empresa para o atendimento dos mesmos, o que mantém o cliente fiel e satisfeito afastando o perigo de crises de mercado e das ofertas dos concorrentes. Através desse relacionamento, é possível descobrir o que precisa ser feito em termos de ponto, produto, serviço, preço e comunicação (GORDON, 1999).

Clientes fiéis ajudam a empresa a melhorar seus produtos com sugestões, aumentando a qualidade. Eles não são facilmente atraídos pelas ofertas dos concorrentes, sugerem melhorias no ponto, compram muito mais a cada ano que passa e ainda fazem propaganda do seu produto. Estas ações proporcionam lucros, possibilitando o aumento da participação no mercado interno e externo (KOTLER, 1998).

As pequenas empresas possuem vantagem em aplicar estas estratégias por conta das suas características facilitadoras, principalmente a facilidade de conhecer melhor as necessidades dos clientes, a comunicação efetiva com eles, o atendimento personalizado e a informalidade comportamental. O proprietário-dirigente deve explorar estas vantagens competitivas para aumentar o nível de fidelização dos clientes.

4.6. Monitoramento do sistema

O controle é fundamental para qualquer estratégia, pois torna possível o conhecimento da performance da empresa, trazendo subsídios para a melhoria da qualidade, ações para prevenir crises e rebater as ofertas da concorrência, avaliar o ponto, a forma de comercialização, os produtos e controlar a inadimplência, dentre outras (COBRA, 1997).

Grupo EUMEDNET de la Universidad de Málaga Mensajes cristianos

Venta, Reparación y Liberación de Teléfonos Móviles
 
Todo en eumed.net:

Congresos Internacionales


¿Qué son?
 ¿Cómo funcionan?

 

15 al 29 de
julio
X Congreso EUMEDNET sobre
Turismo y Desarrollo




Aún está a tiempo de inscribirse en el congreso como participante-espectador.


Próximos congresos

 

06 al 20 de
octubre
I Congreso EUMEDNET sobre
Políticas públicas ante la crisis de las commodities

10 al 25 de
noviembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Migración y Desarrollo

12 al 30 de
diciembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Economía y Cambio Climático

 

 

 

 

Encuentros de economia internacionales a traves de internet


Este sitio web está mantenido por el grupo de investigación eumednet con el apoyo de Servicios Académicos Internacionales S.C.

Volver a la página principal de eumednet