El cooperativismo una alternativa de desarrollo a la globalización neoliberal para América Latina

CARLOS GOMES

O TRABALHO

O trabalho consiste no esforço humano consciente e intencional que utiliza as suas forças físicas, conhecimentos e faculdades intelectuais, com o fim de adaptar ou transformar os recursos à satisfação das necessidades ou interesses, ou seja, de produzir bens económicos. É um atributo exclusivo do homem, distinguindo-se da simples apropriação dos produtos da natureza, na medida em que implica a utilização de utensílios ou instrumentos, conhecimentos ou informações, que permitem o exercício da acção de um objecto sobre outro.

O trabalho diferencia-se das formas instintivas da actividade humana, no sentido em que adquire a feição duma acção orientada para um objectivo concreto. O homem não se limita a uma simples adaptação à natureza, mas também exerce sobre ela uma influencia activa, previamente imaginada e programada. Originariamente, processa-se apenas como uma acção entre o homem e a terra e os seus elementos, pela apropriação e transformação das matérias que podiam satisfazer as suas necessidades imediatas e que passaram a constituir os objectos de seu trabalho.

Por definição, o trabalho tem por objecto a produção de bens económicos. Porem, a sua intensidade está limitada ao nível de civilização em que se encontram as comunidades, factor que se reflecte no seu comportamento, quando não é determinado pela existência de classes dominantes.

No processo de trabalho, o homem foi adquirindo consciência da sua posição face à natureza, aprendeu a conhecer, embora de forma empírica, as propriedades dos diferentes objectos e materiais. É o próprio homem que, por sua vez, se transforma tanto física como intelectualmente, modificando assim as suas próprias características naturais. Modificam-se os seus órgãos, principalmente as mãos, e aperfeiçoa-se o cérebro. O desenvolvimento do cérebro permite acumular os conhecimentos adquiridos e transmitir informações sobre os modos de obter e utilizar os instrumentos de trabalho. O seu pensamento passou a exprimir-se através da linguagem e, mais tarde, da escrita.

Estas modificações deram lugar à passagem duma adaptação passiva em relação à natureza para uma intervenção activa. O trabalho pode caracterizar-se por uma acção directa e concreta ou por uma acção indirecta que, neste caso, se manifesta através do pensamento, dos conhecimentos acumulados, da capacidade de concepção ou pelo conjunto destas formas de actuação.

Num artigo, escrito em Junho de 1876, dizia-nos Friedrich Engels que o trabalho “é a primeira condição fundamental de toda a vida humana e, com efeito, num grau tal que, em certo sentido, temos de dizer: ele criou o próprio homem”

Desde os primeiros tempos da sua existência os homens tiveram de se agrupar e trabalhar em comum. O trabalho adquire assim um carácter social, sendo inconcebível fora da sociedade. Daqui resulta que o objectivo da actividade laboral deixa de ter apenas uma importância biológica, adquirindo um interesse social. É necessária à sociedade em geral e não a satisfazer apenas necessidades ou interesses individuais, de grupos ou de classes. No processo de trabalho os homens colaboram e ligam-se entre si. Este esforço colectivo, realizado segundo as relações que se estabelecem no interior dos grupos humanos, caracteriza o seu conteúdo social. O trabalho é a actividade principal e mais importante do homem. Toda a riqueza provem necessariamente do trabalho.

A actividade laboral influencia o desenvolvimento das relações sociais e, por sua vez, estas influenciam o aperfeiçoamento daquela actividade.

Entre os objectivos a atingir com a actividade laboral contam-se, entre outros:

- os objectos para consumo directo (alimentos, vestuário ou habitação)
- os utensílios utilizados no decorrer da vida diária
- os objectos necessários à produção (ferramentas, máquinas, edifícios, equipamentos, tecnologia)
- a energia (fogo, calor, luz, electricidade, movimento)
- os meios de informação (verbais, escritos, gráficos)
- os produtos culturais e de ideias (ciências, artes)
- acções que organizam a conduta e o próprio trabalho das pessoas (gestão, protecção, educação, saúde).

Por força de trabalho entende-se a capacidade possuída pelo conjunto de indivíduos que participam no decurso do processo económico, detentores das faculdades físicas e mentais já existentes no corpo humano ou adquiridas através da experiência e da formação de base acumulada de geração em geração. A força de trabalho aplicada no acto de trabalho concreto gera um produto ou serviço, criando um valor de uso. Trabalhar é despender força de trabalho.

Grupo EUMEDNET de la Universidad de Málaga Mensajes cristianos

Venta, Reparación y Liberación de Teléfonos Móviles
Enciclopedia Virtual
Economistas Diccionarios Presentaciones multimedia y vídeos Manual Economía
Biblioteca Virtual
Libros Gratis Tesis Doctorales Textos de autores clásicos y grandes economistas
Revistas
Contribuciones a la Economía, Revista Académica Virtual
Contribuciones a las Ciencias Sociales
Observatorio de la Economía Latinoamericana
Revista Caribeña de las Ciencias Sociales
Revista Atlante. Cuadernos de Educación
Otras revistas

Servicios
Publicar sus textos Tienda virtual del grupo Eumednet Congresos Académicos - Inscripción - Solicitar Actas - Organizar un Simposio Crear una revista Novedades - Suscribirse al Boletín de Novedades
 
Todo en eumed.net:
Eumed.net

Congresos Internacionales


¿Qué son?
 ¿Cómo funcionan?

 

15 al 29 de
julio
X Congreso EUMEDNET sobre
Turismo y Desarrollo




Aún está a tiempo de inscribirse en el congreso como participante-espectador.


Próximos congresos

 

06 al 20 de
octubre
I Congreso EUMEDNET sobre
Políticas públicas ante la crisis de las commodities

10 al 25 de
noviembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Migración y Desarrollo

12 al 30 de
diciembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Economía y Cambio Climático

 

 

 

 

Encuentros de economia internacionales a traves de internet


Este sitio web está mantenido por el grupo de investigación eumednet con el apoyo de Servicios Académicos Internacionales S.C.

Volver a la página principal de eumednet