El cooperativismo una alternativa de desarrollo a la globalización neoliberal para América Latina

CARLOS GOMES

UTENSÍLIOS E INSTRUMENTOS DE TRABALHO

A evolução e o aparecimento de novos utensílios domésticos e instrumentos de trabalho estão directamente relacionados com o desenvolvimento do modo de produção fundamentado no cultivo das plantas e na criação de animais e com a melhoria consequente das técnicas de produção de alimentos.

Para cavar a terra foi descoberto um tipo de enxada larga e pesada com uma lâmina espessa em pedra lascada. Mas, para o simples desbaste das plantas, aparece um outro tipo de enxada menos larga e com lâmina curva. A terra era lavrada com enxadas e pás com orifícios ligados a cabos de madeira. Na América Central foram produzidas enxadas e machados com conchas marinhas. Embora construído de madeira, galhos de árvore com pontas endurecidas, foi enorme o avanço provocado pela introdução do arado simples. O chifre de veado teria sido usado como picaretas e também como relhas de arado. O uso do machado de silex permitiu o corte de árvores.

Com o desenvolvimento da técnica de manufactura de lâminas minúsculas, denominadas micrólitos, foi possível produzir lanças e lâminas de silex ou de quartzo cada vez de menor dimensão, montadas em cabos de madeira ou de osso. Estes novos instrumentos foram usados como facas de ceifar, lanças ou pontas de setas. As foices eram constituídas por um punho de madeira no qual eram montadas lamelas de silex denticuladas, lascadas bifacialmente.

A técnica de polimento contribuiu para melhorar a qualidade dos utensílios usados na produção de alimentos, cujos tipos mais comuns são as taças, os almofarizes para remover as cascas, as pedras de trituração, mós e pilões para transformar os grãos em farinhas, ou para moer legumes, cereais ou bolotas. Na América do Norte iniciaram o polimento da ardósia para obtenção da lanças longas, adagas e facas.

A manufactura de arcos e flechas com micrólitos nas pontas permitiu o desenvolvimento da caça de pequenos animais da floresta, de captura mais difícil. Os instrumentos usados na pesca registaram um grande avanço. Aparecem pontas de osso ou chifres de veado com farpas como partes de arpões ou garfos de pesca, anzóis, redes de vime ou fibras de inhame e pirogas feitas de troncos de árvore escavados pelo fogo.

A criação de gado impulsionou a proliferação de raspadores utilizados no tratamento das peles. A preparação dos bens alimentares foi facilitado pela produção de recipientes de pedra, que se tornaram generalizados e mais sofisticados, sob a forma de mós compostas por grandes pedras ovais com bacias fundas e pilões redondos e ovais. Varas de madeira eram usadas para debulhar o grão.

A descoberta do endurecimento do barro em contacto com o fogo facilitou o aparecimento da olaria e, com ela, os primeiros vasos a usar como recipientes que permitiam o transporte, guarda e cozimento de alimentos. Porém, o couro continuou a servir para armazenar líquidos e os cestos para guardar cereais.

A argila foi utilizada na manufactura de objectos cerâmicos, que adquiriram uma grande expansão em consequência da difusão dum modo de vida mais sedentário. Mas, os povos cujo estilo de vida envolve uma mobilidade quase constante, como os pastores, não usam a cerâmica, preferindo recipientes mais leves e facilmente transportáveis de madeira, pele ou cestaria.

A madeira continuou a ser um das materiais mais usados. Além das aplicações já citadas, começou a ser utilizada na construção de abrigos, de canoas e remos.

Os objectos decorativos mereceram sempre uma atenção especial dos povos. Vários objectos eram manufacturados com lascas de obsidiana, osso, âmbar ou conchas marinhas.
 

Grupo EUMEDNET de la Universidad de Málaga Mensajes cristianos

Venta, Reparación y Liberación de Teléfonos Móviles
Enciclopedia Virtual
Economistas Diccionarios Presentaciones multimedia y vídeos Manual Economía
Biblioteca Virtual
Libros Gratis Tesis Doctorales Textos de autores clásicos y grandes economistas
Revistas
Contribuciones a la Economía, Revista Académica Virtual
Contribuciones a las Ciencias Sociales
Observatorio de la Economía Latinoamericana
Revista Caribeña de las Ciencias Sociales
Revista Atlante. Cuadernos de Educación
Otras revistas

Servicios
Publicar sus textos Tienda virtual del grupo Eumednet Congresos Académicos - Inscripción - Solicitar Actas - Organizar un Simposio Crear una revista Novedades - Suscribirse al Boletín de Novedades
 
Todo en eumed.net:
Eumed.net

Congresos Internacionales


¿Qué son?
 ¿Cómo funcionan?

 

15 al 29 de
julio
X Congreso EUMEDNET sobre
Turismo y Desarrollo




Aún está a tiempo de inscribirse en el congreso como participante-espectador.


Próximos congresos

 

06 al 20 de
octubre
I Congreso EUMEDNET sobre
Políticas públicas ante la crisis de las commodities

10 al 25 de
noviembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Migración y Desarrollo

12 al 30 de
diciembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Economía y Cambio Climático

 

 

 

 

Encuentros de economia internacionales a traves de internet


Este sitio web está mantenido por el grupo de investigación eumednet con el apoyo de Servicios Académicos Internacionales S.C.

Volver a la página principal de eumednet