El cooperativismo una alternativa de desarrollo a la globalización neoliberal para América Latina

CARLOS GOMES

PRODUZIR O QUÊ ?

Os bens que existem em quantidades praticamente ilimitadas, como o ar, a água ou a terra, podendo ser obtidos através duma apropriação expontânea, são denominados bens naturais ou livres.
Para serem considerados bens económicos, os bens materiais terão de possuir a característica de não existirem ou existirem em quantidade limitada em relação à necessária ou desejada, o que pressupõe um esforço humano para os obter ou modificar. Os bens criados por iniciativa do próprio homem são sempre bens económicos quando se destinam a uma utilização social e não apenas individual.

Actualmente os bens livres estão a ser cada vez mais raros, o que origina a sua transformação em bens económicos. Tal acontece com a terra em consequência da sua saturação ou apropriação; com o ar a exigir uma acção de purificação; ou a água poluída ou em quantidade insuficiente para a necessidade das populações em determinados locais.

A prestação de serviços não tem uma realidade física e assume a característica de total criação e elaboração humana. Os serviços prestados são bens económicos intangíveis, resultantes de acções dos homens que satisfazem necessidades individuais ou colectivas.

s bens económicos permitem uma utilização directa ou indirecta. A qualidade e a quantidade dos bens produzidos varia com o grau de civilização e de cultura das populações, as regiões onde se produzem, com o modo de produção e as épocas históricas.

Os bens de consumo ou de uso, denominados bens directos, correspondem às necessidades imediatas do homem, não sendo utilizados no fabrico de outros bens. Podem assumir a característica de bens prioritários, indispensáveis à vida, tais como: alimentos, vestuário e calçado, abrigos ou habitação. Igualmente se integram neste âmbito outros bens obtidos para consumo final, mas cujo uso não é prioritário. Podem satisfazer necessidades artísticas, decorativas, culturais, ocupação de tempos livres, científicas, espirituais, etc.

Denominam-se bens de produção ou indirectos, os bens que permitem produzir outros bens e se destinam a serem utilizados no decurso de um ou vários circuitos de produção, caso das matérias-primas, dos utensílios, instrumento de trabalho, ferramentas, máquinas, conhecimentos científicos e técnicos, etc. Podem assumir a característica de bens intermédios quando se limitam a sofrer alguma transformação, mas não atingem o nível de produtos finais. Estão neste caso o aço, o fio de algodão, etc.

Outra categoria de bens económicos relaciona-se com o aparecimento de excedentes de produção e de classes sociais. Entre estes incluem-se os bens de luxo, de prestígio, bens supérfluos, resultantes da criação artificial de necessidades, e até bens que são nocivos como a droga, o tabaco e outros artigos prejudiciais ao ser humano. Incluem-se igualmente nesta categoria produtos destinados a fins militares ou ainda os que têm por finalidade exclusiva a acumulação de riqueza ou obtenção prioritária de lucros, mesmo pondo em causa os critérios de utilidade ou nocividade. A definição destas várias categorias de bens não é aplicável a todos os sistemas económicos, dependendo do modo de produção em vigor numa determinada época ou lugar.

O uso ou a fruição de bens económicos pode ser individual ou colectiva, achando-se neste caso acessível a todo um grupo humano. Quando podem ser compartilhados por qualquer indivíduo ou grupo, mesmo numa área delimitada, os produtos assumem o carácter de sociais ou públicos. O oposto é constituído pelos bens privados, cuja posse ou consumo por parte dum indivíduo ou grupo impede qualquer outro de os usufruir.

 

Grupo EUMEDNET de la Universidad de Málaga Mensajes cristianos

Venta, Reparación y Liberación de Teléfonos Móviles
Enciclopedia Virtual
Economistas Diccionarios Presentaciones multimedia y vídeos Manual Economía
Biblioteca Virtual
Libros Gratis Tesis Doctorales Textos de autores clásicos y grandes economistas
Revistas
Contribuciones a la Economía, Revista Académica Virtual
Contribuciones a las Ciencias Sociales
Observatorio de la Economía Latinoamericana
Revista Caribeña de las Ciencias Sociales
Revista Atlante. Cuadernos de Educación
Otras revistas

Servicios
Publicar sus textos Tienda virtual del grupo Eumednet Congresos Académicos - Inscripción - Solicitar Actas - Organizar un Simposio Crear una revista Novedades - Suscribirse al Boletín de Novedades
 
Todo en eumed.net:
Eumed.net

Congresos Internacionales


¿Qué son?
 ¿Cómo funcionan?

 

15 al 29 de
julio
X Congreso EUMEDNET sobre
Turismo y Desarrollo




Aún está a tiempo de inscribirse en el congreso como participante-espectador.


Próximos congresos

 

06 al 20 de
octubre
I Congreso EUMEDNET sobre
Políticas públicas ante la crisis de las commodities

10 al 25 de
noviembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Migración y Desarrollo

12 al 30 de
diciembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Economía y Cambio Climático

 

 

 

 

Encuentros de economia internacionales a traves de internet


Este sitio web está mantenido por el grupo de investigación eumednet con el apoyo de Servicios Académicos Internacionales S.C.

Volver a la página principal de eumednet