Observatorio de la Economía Latinoamericana


Revista académica de economía
con el Número Internacional Normalizado de
Publicaciones Seriadas ISSN 1696-8352

ECONOMÍA DO BRASIL

ANÁLISE DA DINÂMICA DA ESTRUTURA PRODUTIVA DO MUNICÍPIO DE BARCARENA, PA-BRASIL





Heriberto Wagner Amanajás Pena (CV)
Alberto Marinho dos Santos (CV)
Hilton Pereira Oliveira (CV)
heripena@yahoo.com.br
Universidade do Estado do Pará





RESUMO
Barcarena é um município localizado no estado do Pará a 15 metros acima do nível do mar. É caracterizada pelo dinamismo econômico resultado de diversas atividades, com destaque para o porto de Vila do Conde e atividades industriais, como a do complexo Albrás-Alunorte. Recebe investimentos dos mais diversos setores e apresenta o terceiro maior Produto Interno Bruto per capita do estado. Este trabalho diagnosticou as atividades do município em: dinâmicas, em expansão, em declínio e as que já estão estagnadas, através da análise e coleta de informações de indicadores econômicos de Barcarena. Este estudo também pode ser utilizado como recurso favorável para pesquisas e uma aplicação mais vantajosa das políticas públicas, além disso, pode ser classificado como subsídio para empreendedores no que tange ao estudo regional para aplicação de informações visando à expansão dos negócios.
Palavra chave: Barcarena, Atividades, demanda regional, dinâmica produtiva.

RESUMEN
Barcarena es un municipio situado en el estado de Pará, a 15 metros sobre el nivel del mar. Se caracteriza por resultado el dinamismo económico de las diversas actividades , especialmente el puerto de Vila do Conde y actividades industriales como el complejo Albrás - Alunorte . Recibe la inversión de diversos sectores y tiene el tercer mayor PIB per cápita en el estado. Este estudio diagnosticó las actividades del municipio : dinámico , en crecimiento, declive y los que ya están estancadas, mediante el análisis y la recopilación de indicadores económicos Barcarena información. Este estudio también puede ser utilizado como un recurso útil para la investigación y una aplicación más ventajosa de las políticas públicas , además , se puede clasificar como un subsidio a los empresarios en relación con el estudio regional para la aplicación de la información destinada a la expansión del negocio.

Palabra clave: Barcarena , Actividades, la demanda regional , la dinámica de producción.

ABSTRACT
Barcarena is a municipality located in the state of Para 15 meters above sea level. It is characterized by economic dynamism result of various activities, especially the port of Vila do Conde and industrial activities such as the Albrás-ALUNORTE complex. Receives investment from various sectors and has the third highest GDP per capita in the state. This study diagnosed the activities of the municipality: dynamic, growing, declining and those already stagnant, through analysis and information gathering economic indicators Barcarena. This study can also be used as a useful resource for research and a more advantageous application of public policies, in addition, can be classified as a subsidy to entrepreneurs regarding the regional study for the application of information for the business expansion
Keyword
Barcarena, Activities , regional demand , productive dynamics.

Para ver el artículo completo en formato pdf pulse aquí


Para citar este artículo puede utilizar el siguiente formato:

Amanajás Pena, H., dos Santos, A. y Pereira Oliveira, H.: "Análise da dinâmica da estrutura produtiva do município de Barcarena, Pa-Brasil", en Observatorio de la Economía Latinoamericana, Número 194, 2014. Texto completo en http://www.eumed.net/cursecon/ecolat/br/14/economia-barcarena.hmtl


INTRODUÇÃO

O Estado do Pará é um dos principais fornecedores de matéria prima no Brasil, nele estão algumas das maiores reservas minerais do mundo, como a mina de Ferro em Carajás e a mina de Cobre em Parauapebas, ou ainda como a extensa reserva mineral de bauxita em Paragominas. Além disso, se caracteriza por ser um estado agroexportador e um dos líderes em exportação de carne bovina. Entre as mais diversas atividades caracterizadas como um dos pilares fundamentais para o crescimento político, cultural, social, e principalmente, econômico do Produto Interno Bruto do Brasil encontra-se a produção de Barcarena, caracterizada pelas atividades setoriais de elevado potencial econômico, e responsável pelo 3° maior PIB do Estado.

HISTÓRICO DE BARCARENA

A cidade recebeu esse nome em virtude da junção de dois nomes: “Barca” referente a uma embarcação nomeada com este nome pelos habitantes da região e “Arena” proveniente do nome de batismo da embarcação. Entretanto, pesquisas realizadas nos últimos anos indicam que este nome se originou durante a política pombalina na região amazônica.
Primordialmente, antes da classificação e destaque como polo industrial, Barcarena era habitada pelos Aruãs. Por volta de 1709, os jesuítas instalaram-se na região e fundaram a chamada “Fazenda Gibiriê” ou “Fazenda Gibriê”.  Anos depois, as terras foram doadas aos padres portugueses por Francisco Rodrigo Pimenta. Nela, os padres construíram uma igreja que ainda hoje é utilizada como a matriz pelos católicos da região.

HISTÓRICO ECONÔMICO

Barcarena vivenciou diversas atividades que movimentaram a economia local. A agricultura tradicional, por exemplo, foi a base da economia da cidade por várias décadas. Com a chegada dos Grandes Projetos Amazônicos, por volta de 1970, outras atividades ganharam destaque, principalmente as atividades industriais, com a instalação do complexo Albrás-Alunorte, onde a Alunorte refina a Bauxita, recebida de Paragominas por minero duto, transformando em Alumina e posteriormente transportando até a Albrás que agrega a Alumina em produtos finais de lingotes de Alumínio e transporta a produção até o Porto de Vila do Conde; Responsável pelo escoamento para o mundo através do Oceano Atlântico. Paralelamente a esse crescimento e visando a redução de gastos e proveito relacionado a gestão de portos e terminais algumas empresas produtoras de cimento, adubo e de fabricação de obras de caldeiraria pesada se desenvolveram e hoje são as principais atividades.

2 REFERENCIAL TEÓRICO

O município é um importante polo industrial Estadual, nele são realizados processos de industrialização, beneficiamento e exportação de matéria prima e principalmente de minério de caulim, alumínio e cabos para transmissão de energia elétrica. Hoje em dia, a economia também apresenta influência do turismo e as indústrias instaladas atraem cada vez imigrantes. Isso proporciona um crescimento econômico do município, e na economia do Estado do Pará. Barcarena também é destaque por deter o maior porto do estado: O porto de Vila do Conde (BARCARENA, 2013).
O Porto de Vila do Conde é uma parcela constituinte da bacia do Tocantins – Araguaia, uma das áreas mais promissoras do Pará, em termos de desenvolvimento econômico, dadas as devidas potencialidades em termos de recursos hidrelétricos (20 milhões KW), minerais (província mineral do Carajás), florestais (180 mil Km² de florestas, com 157 milhões de m³ de madeira de alto valor comercial), solos agricultáveis (55 milhões ha) e hídricos (PARÁ, 2013).
No site do Portal da transparência do Governo Federal também constam os gráficos e os valores de recursos financeiros recebidos por ação, por área e os recursos recebidos diretamente pelo cidadão referente ao município no ano de 2013, que serão abordados posteriormente (BRASIL, 2013).
A Companhia de Desenvolvimento de Barcarena (Codebar), em ação conjunta com vários órgãos, estaduais, municipais e federais, além da própria Albrás, realizou várias obras de ampliação e construção para atendimento às áreas de educação, saúde e saneamento, destacando-se a ampliação do sistema de abastecimento de água e esgoto e proteção da orla fluvial, a construção de escolas de 1º e 2º graus e escolas na zona rural, construção de hospital com 26 leitos e ampliação de um hospital já existente de 30 leitos (PARÁ, 2013).
Para o entendimento da análise da dinâmica estrutural produtiva do município de Barcarena, além do conhecimento sobre a estrutura da cidade como abordado anteriormente, é necessária à compressão de alguns conceitos que estão diretamente ligados à dinâmica de produção desse e de qualquer outro município brasileiro.
Um dos primeiros conceitos é o de Produto Interno Bruto (PIB), que é compreendido como o total de valores contabilizados a partir dos bens e serviços produzidos por regiões, sendo Cidade, Estado ou País, em certo período, que pode ser anual, mensal ou trimestral. É um indicador bastante difundido e aplicado nas análises socioeconômicas com o fim de mensurar nível de desenvolvimento e economia de determinadas localidades. Os bens de consumo não são incluídos na margem de contagem, (ADAMI, 2009).
Segundo Sousa (2008), PIB é um dos principais indicadores do potencial da economia de um país. Ele revela o valor (soma) de toda a riqueza (bens, produtos e serviços) produzida por um país em um determinado período, geralmente um ano. Isso inclui do pãozinho até o apartamento de luxo.
O PIB é um importante indicador econômico, mas reflete apenas aquilo que é produzido pelas atividades que corroboram para o desenvolvimento da localidade. Em Barcarena existem uma gama de atividades responsáveis pela geração de emprego e renda que consequentemente colaboram para o PIB do município.
Além disso, existe a contribuição advinda da utilização de recursos fornecidos pelo governo, como bolsa família e a transferência de renda, que somam juntos mais de 19 milhões, segundo o Portal da Transparência do Estados e Municípios, do Governo Federal.

3 METODOLOGIA

3.1 ORIGEM DOS DADOS UTILIZADOS

A análise da dinâmica da estrutura produtiva do município de Barcarena tem por base as informações obtidas junto a Relação Anual de Informação Social (RAIS), instituído pelo decreto nº 76900 de 23/12/1975 como gestão governamental do setor trabalho produzido pela Secretaria de Emprego e Salário, do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e são concernentes ao ano de 2010.

3.2 ASPECTOS GERAIS

A cidade de Barcarena possui uma média de 69 anos, fica situada na região de Integração do Tocantins, uma região do Bioma Amazônico. O município é constituído de uma área de 1.310336 Km2, com uma população estimada em 109.975 habitantes no ano de 2013 (IBGE, 2010).
Situa-se na desembocadura do Rio Tocantins (Rio Pará), afluente do Amazonas, distando a sede do município, em linha reta a 36 Km de Belém, capital do Estado. Pela Baia do Marajó (aproximadamente 150 Km), atinge-se o Oceano Atlântico.
A cidade apresenta uma posição geográfica privilegiada, abrigando vários empreendimentos da área minero-metalúrgica. Através do Porto de Vila do Conde, Barcarena é o terminal Norte de um corredor fluvial, que pode s tornar maios ainda com a construção da eclusa de Tucuruí, resultando em uma extensão de mais de 2.000 Km integradamente navegáveis.

3.4 CARACTERIZAÇÃO DA ÁREA DE ESTUDO

De acordo com o Censo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no ano de 2010, o município de Marabá possui as seguintes informações:
. Habitantes: 99.800 mil
. Extensão: 1.310336 Km2
. Densidade Demográfica: 76,16 hab/Km2
. Produto Interno Bruto (PIB): R$ 3.860.431,269 
. Índice de Desenvolvimento Humano (IDHM): 0,662
. Renda per capita: R$ 43.249,00
 
3.5 INDICADORES ESTATÍSTICOS

A obtenção da classificação do município em estudo, quanto ao dinamismo de sua estrutura produtiva para a obtenção dos resultados práticos, aplicam-se três indicadores estatísticos, são eles: Quociente Locacional, Índice de Hirschman- Herfindahl (IHH) e o PR. Esses três indicares levam em consideração três aspectos:
- A especificidade de uma atividade em relação ao município;
- O piso da atividade ou setor em relação à estrutura do município;
- A relevância da atividade ou setor em Barcarena como um todo.
Os indicadores espaciais representam uma excelente ferramenta na mensuração e na quantificação da estrutura produtiva regional, sendo fundamental para a análise econômica do município estudado.
Piekarski e Torkomian (2011), afirmam que o Quociente locacional é um indicador largamente adotado, tanto na literatura de economia regional como em estudos destinados a ações governamentais, principalmente no âmbito estadual. O objetivo do quociente locacional é comparar duas estruturas setoriais-espaciais. Assim, o quociente é dado pela razão entre a atividade produtiva em estudo e a atividade produtiva de referência.  O quociente locacional é calculado pela seguinte fórmula:

Onde Eij = emprego do setor i no município j;
Ej = emprego total no município j;
Eie = emprego do setor i no Estado;
Ee = emprego total no Estado;
Determinado município possui especialização na atividade, ou setor, caso seu QL seja superior a 1. E caso este seja menor que 1, o QL indicaria assim que a especialização do município na atividade, ou setor, é inferior a especialização do Pará no referido setor, (SANTANA et al, 2010).
Filgueiras et al (2008), afirmam que o Índice de Hirschman- Herfindahl utilizado para captar o real peso da atividade na estrutura produtiva local. A representação algébrica esse índice dar-se da seguinte forma:

O IHH modificado permite comparar o peso da atividade i do município j, na atividade i do Pará, com o peso da estrutura produtiva do município j, na estrutura do Estado como um todo. Um valor positivo indica que a atividade i do município j, no estado, está mais concentrada e, portanto, com maior poder de atração econômica, dada sua especialização em tal atividade. O município será considerado especializado se apresentar IHH > 0. (Filgueiras et al, 2008)
O terceiro indicador (PR) é utilizado para captar a importância da atividade ou setor i do município j diante do total de emprego na referida atividade para a Amazônia, isto é, a participação relativa da atividade ou setor no emprego total da respectiva atividade ou setor na Amazônia, O indicador varia entre zero e um. Quanto mais próximo de um maior a importância da atividade ou setor i do município j no Pará, (SANTANA et al, 2010). Sua representação algébrica é a seguinte:

4 RESULTADOS E DISCUSSÃO

            Das 563 atividades pesquisadas, o município de Barcarena destaca-se por apresentar um total de 179 atividades, das quais 33 classificam-se como estagnadas, 37 são dinâmicas e o restante, isto é, 108 atividades, classificam-se como atividades em expansão representadas em termos percentuais no gráfico a seguir.
 Em virtude da elevada porcentagem das atividades em expansão, nos anos seguintes, muitas ainda podem se destacar e alcançar primeiro plano nos anos posteriores. Isso pode ser acelerado com aumento da quantidade de investimentos em Ciência e Tecnologia, por exemplo, proporcionando um crescimento significativo regional e ainda a transição de atividades em expansão para atividades dinâmicas.
            No gráfico a seguir, podem ser observadas as atividades que apresentam maior incidência no município. As pesquisas realizadas permitem afirmar que Barcarena também é detentora de 100 % de algumas das atividades realizadas no estado, isto é, Barcarena possui a totalidade de algumas das atividades mais importantes para o Estado conforme classificado na tabela abaixo.
Na tabela, observa-se que o Estado do Pará possui 2 atividades de fabricação de fios, cabos e condutores elétricos isolados, e que as duas estão situadas em Barcarena, sendo uma da empresa ALUBAR metais e cabos. É possível observar ainda que Barcarena também possui a total PR (participação relativa) do outras duas atividades: Fabricação de válvulas, registros e dispositivos semelhantes e a regulação de atividades econômicas.
Nota-se ainda que as atividades mais importantes para a cidade são na sua totalidade classificadas como dinâmicas, o que ressalta sua importância e indica a característica marcante: o grau de especialização local elevado, possuindo concentração no setor que impulsiona atratividade e contando com a presença de importantes atividades ou participação relativa maior que 25%.
No gráfico a seguir, se estabelece uma relação entre o número das atividades mais importantes desenvolvidas em Barcarena e o número de atividades essenciais do Estado em 2010, representada desta forma.
Vale ressaltar, que os valores oriundos das atividades industriais barcarenenses também incidem no crescimento em escala, pois com a procedência destas atividades, outros agentes econômicos são favorecidos, como o Estado, que através da arrecadação de tributos, isto é, impostos, também contribui ao retornar esses recursos com obras públicas ou com a concessão de incentivos ou ajuda a sociedade incentivando o consumo. Um dos programas é o Bolsa Família, que auxilia famílias predominantemente da zona rural, favorecendo a reinjeção de recursos na economia.
A seguir também estão gráficos e tabelas que dispõem dos recursos recebidos diretamente pelo cidadão, por área, e por ação e que também apresentam influência no PIB regional referentes ao ano de 2013. Nela são apresentados dados de transferência de renda diretamente às famílias em condição de pobreza e extrema pobreza, além de outros valores, e também de recursos repassados por ações públicas como os da instituição FUNDEB e que inferem direta ou indiretamente na economia e que ocasiona o desenvolvimento de uma diversidade de atividades.
            Neste gráfico é possível observar que a cidade recebe um valor do programa Bolsa família (Lei nº10.836, 2004) próximo dos 20 milhões no ano de 2013, considerado um valor significativo quando em consideração ao contingente populacional, em contrapartida, observa-se a baixa necessidade de transferência de renda-PETI, isto é, a concessão de bolsa para famílias com crianças e adolescentes em situação de trabalho.
            Os recursos recebidos por área, considerando os encargos especiais, assistência social, saúde e educação das atividades em geral, totalizaram um valor de 82.199.937,36 milhões de reais em 2013, conforme apresentado no gráfico 3 e tabela 3 a seguir.
No que se refere aos recursos recebidos por área, os encargos especiais foram responsáveis por mais de 50% do valor arrecadado no ano de 2013. Através disso, é possível notar a importância do papel do Estado na economia para a sobrevivência das atividades de uma forma geral.
Com os recursos recebidos, de uma forma geral, observa-se um crescimento significativo na economia, e principalmente no PIB. Segundo dados estatísticos do IBGE, em 2010, o PB do município de Barcarena foi classificado da seguinte forma:

Produto Interno Bruto do Município de Barcarena-2010

Impostos sobre produtos líquidos de subsídios a preços correntes

794.593

mil reais

PIB a preços correntes

3.550.233

mil reais

PIB per capita a preços correntes

35.573,48

Reais

Valor adicionado bruto da agropecuária a preços correntes

16.764

mil reais

Valor adicionado bruto da indústria a preços correntes

1.875.679

mil reais

Valor adicionado bruto dos serviços a preços correntes

863.198

mil reais

Tabela 5: Produto Interno Bruto do Município de Barcarena-2010

5 CONSIDERAÇÕES FINAIS

As questões abordadas no presente estudo objetivaram uma análise sucinta das dinâmicas produtivas no município de Barcarena. Essa investigação corrobora para o estudo mais aprofundado das questões econômicas voltados ao município, além de que pode ser utilizada em outros trabalhos, pesquisas e estudos com o fim do melhor conhecimento sobre a estrutura produtiva de Barcarena.
Constatou-se que a cidade possui 179 atividades, classificadas entre dinâmicas, estagnadas e em expansão. As atividades em expansão apresentaram uma predominância de mais de 60%, mostrando que o crescimento dessas atividades favorece o desenvolvimento da cidade e das ofertas de emprego nos setores.
É importante frisar que Barcarena possui uma ampla especialidade em várias atividades, devido aos valores obtidos nos indicadores Ql e IHH. Além disso, duas atividades em especial merecem destaque, pois em estado do Pará só são realizadas nesse município, são elas: Fabricação de fios, cabos e condutores elétricos isolados e fabricação de válvulas, registros e dispositivos semelhantes. Mais uma vez, comprovando a especialização de Barcarena em dadas atividades.
As ações do governo também estão altamente relacionadas com a dinâmica econômica produtiva do município, isso porque o dinheiro arrecadado em impostos sob as atividades que ocorrem, retornam a população em forma de políticas públicas que promovam a qualidade de vida da população. Dentre as ações do governo, destacou-se o programa bolsa família, por injetar uma grande quantidade de dinheiro na economia de Barcarena, aumentando a renda da população.
É importante destacar que uma das principais, senão a principal que marca significativamente o município de Barcarena é a extração mineral. Essa extração ocorre a várias décadas, sendo essa extração mineral em Barcarena, a primeira no estado do Pará. A mesma deu inicio as grandes atividades exploradoras no estado que perduram até os dias atuais.
Portanto, conclui-se que Barcarena é um município em expansão, a qual sua economia gira em torno de várias atividades, principalmente na extração mineral e em atividades que se utilizam desse minério. O município conta com uma alta renda per capta e possui muitos setores em expansão que com certeza, trarão benefício à economia local.

REFERENCIAL

SANTANA, A. C. ; SANTANA, A.L ; FILGUEIRAS, G. C. . Identificação e análise de arranjos produtivos locais na BR-163. Amazônia, v. 1, p. 97-120, 2005.

FIGUEIREDO, A. M. ; LOPES, M. L. B. ; FILGUEIRAS, G. C. . Extração de madeira e agregação ao PIB da região Norte. Amazônia, v. 1, p. 83-96, 2005.

FILGUEIRAS, G. C. ; SANTANA, A. C. ; HOMMA, A. K. O. ; AMIN, M. M. ; BARROS, P. L. C. de. ; MENDES, F.A.T. Arranjos produtivos locais no Estado do Pará: localização espacial das atividades florestal e de madeira e mobiliário. Revista de Economia e Agronegócio, v. 6, p. 81-103, 2008.

FILGUEIRAS, G.C; SANTANA, A.C.; HOMMA, A.K.O; HERREROS, M.M.A.G; BARROS, P.L.C; MENDES, F.A.T. Arranjos produtivos locais no estado do Pará: localização espacial das atividades florestal e de madeira e mobiliário. Belém, 2008. 30p.

SOUSA, Sílvio Araújo de. PIB-Produto interno bruto. Disponível em: <http://www.mundovestibular.com.br/articles/725/1/PIB---PRODUTO-INTERNO-BRUTO/Paacutegina1.html>, 2008. Acesso em 09 Dez, 2013.

ADAMI, Anna. Produto Interno Bruto. Disponível em: <http://www.infoescola.com/economia/produto-interno-bruto/>, 2009. Acesso em 09 Dez. 2013.

PARÁ HISTÓRICO. Grandes Projetos: Desenvolvimento e Progresso. Disponível em: <http://parahistorico.blogspot. com.br > 2009, Acesso em 08 Dez, 2013.

SANTANA, A.C.; CARVALHO, D.F; MENDES, F.A.T; FILGUEIRAS, G.C; BOTELHO, M. do N; KITABAYASHI, R.T. Identificação e caracterização de arranjos produtivos locais nos estados do Pará e Amapá, no período 2000 a 2005: orientação para políticas de desenvolvimento. Belém: UNAMA, 2010. p. 88-89.

PIEKARSKI, Ana Eliza Toledo; TORKOMIAN, Ana Lúcia Vitale. Identificação de clusters industriais: uma análise de métodos quantitativos. Disponível em: <http://revista.feb.unesp.br/index.php/gepros/article/viewFile/17/15>, 2011. Acesso em 07 Dez. 2013

PENA, H.W. A; SANTANA, A.C. ; TOMA, M.Y. Modelo de insumo-produto aplicado à economia da Amazônia Legal. Belém: NAEA, 2012, v 15, n 2, p. 175-196.

SANTANA, A. C. . Cadeias produtivas com potencial de desenvolvimento na Amazônia. Revista Agros, v. 96, p. 11-17, 2013.

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARCARENA – PMB. Disponível em: < http://www. barcarena.pa. gov.br/>, PMB, 2013

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Infográficos. Disponível em: < http://cidades.ibge.gov.br>, IBGE, 2013. Acesso em 09 Dez, 2013.

BRASIL. Portal da Transparência dos Estados e Municípios - PTEM. Disponível em: <http://pa.transparencia.gov.br>, 2013. Acesso em 07 Dez, 2013.

PARÁ. Companhia de Desenvolvimento Industrial do Pará. Disponível em: < http://www.cdi.pa.gov.br>, 2013. Acesso em 08 Dez, 2013.

Nota Importante a Leer:

Los comentarios al artículo son responsabilidad exclusiva del remitente.

Si necesita algún tipo de información referente al artículo póngase en contacto con el email suministrado por el autor del artículo al principio del mismo.

Un comentario no es más que un simple medio para comunicar su opinión a futuros lectores.

El autor del artículo no está obligado a responder o leer comentarios referentes al artículo.

Al escribir un comentario, debe tener en cuenta que recibirá notificaciones cada vez que alguien escriba un nuevo comentario en este artículo.

Eumed.net se reserva el derecho de eliminar aquellos comentarios que tengan lenguaje inadecuado o agresivo.

Si usted considera que algún comentario de esta página es inadecuado o agresivo, por favor, pulse aquí.

Comentarios sobre este artículo:

Página: [1]
Por: OSMAR SILVA ADERES AG DE DESENVOLVIMENTO EM REDE SUSTENTÁVEL Fecha: 08 del 02 de 2017 - 14:09
CONVITE: Expor Fetas 2017 Feira de Integração Tecnológica BAIXO AMAZONAS Santarém PA 17 e 18 de JUNHO 2017 RIO TAPAJÓS SHOPPING CONVITE PARA EXPOSITORES E PALESTRANTES "EXPOR FETAS2017 FEIRA DE INTEGRAÇÃO TECNOLÓGICA DO CARIBE BRASILEIRO" e-mail:exporfetas@gmail.com Comercial: +55 93 3522-0750 Comercial: +55 93 2101-5344 cel:93-99231-3193 vivo http://likestm.wixsite.com/expofetas

Si lo desea, puede completar este formulario y dejarnos su opinion sobre el artículo. No olvide introducir un email valido para activar su comentario.
(*) Ingresar el texto mostrado en la imagen



(*) Datos obligatorios

Grupo EUMEDNET de la Universidad de Málaga Mensajes cristianos

Venta, Reparación y Liberación de Teléfonos Móviles
Enciclopedia Virtual
Economistas Diccionarios Presentaciones multimedia y vídeos Manual Economía
Biblioteca Virtual
Libros Gratis Tesis Doctorales Textos de autores clásicos y grandes economistas
Revistas
Contribuciones a la Economía, Revista Académica Virtual
Contribuciones a las Ciencias Sociales
Observatorio de la Economía Latinoamericana
Revista Caribeña de las Ciencias Sociales
Revista Atlante. Cuadernos de Educación
Otras revistas

Servicios
Publicar sus textos Tienda virtual del grupo Eumednet Congresos Académicos - Inscripción - Solicitar Actas - Organizar un Simposio Crear una revista Novedades - Suscribirse al Boletín de Novedades
 
Todo en eumed.net:
Eumed.net > Observatorio de la Economía Latinoamericana

Congresos Internacionales


¿Qué son?
 ¿Cómo funcionan?

 

15 al 29 de
julio
X Congreso EUMEDNET sobre
Turismo y Desarrollo




Aún está a tiempo de inscribirse en el congreso como participante-espectador.


Próximos congresos

 

06 al 20 de
octubre
I Congreso EUMEDNET sobre
Políticas públicas ante la crisis de las commodities

10 al 25 de
noviembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Migración y Desarrollo

12 al 30 de
diciembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Economía y Cambio Climático

 

 

 

 

Encuentros de economia internacionales a traves de internet


Este sitio web está mantenido por el grupo de investigación eumednet con el apoyo de Servicios Académicos Internacionales S.C.

Volver a la página principal de eumednet