Tesis doctorales de Economía


CONTÁGIO ENTRE MERCADOS DE ACÇÕES DE PAÍSES DESENVOLVIDOS: UM ESTUDO DE PROCESSOS DE TRANSMISSÃO DE CHOQUES DE RENDIBILIDADE NUM CONTEXTO DE EPISÓDIOS DE CRISES FINANCEIRAS

Júlio Fernando Seara Sequeira da Mota Lobão



Esta página muestra parte del texto pero sin formato.
Puede bajarse la tesis completa en PDF comprimido ZIP (385 páginas, 1,18 Mb) pulsando aquí

 

 


Agradecimentos

Ao Professor Doutor Manuel Rocha Armada, meu orientador nesta dissertação, agradeço a disponibilidade manifestada e as sugestões e correcções que foram determinantes para a realização deste trabalho.

À minha família, a minha gratidão pela compreensão e confiança que sempre me transmitiu.

Resumo

A crescente integração das economias a nível internacional, a que se tem vindo a assistir ao longo das últimas décadas, é susceptível de ter tornado os mercados financeiros mais expostos a influências externas. Neste contexto, a transmissão internacional de choques de rendibilidade entre os mercados financeiros, a qual se denomina na literatura por contágio, pode ter implicações importantes ao nível da gestão de carteiras e, particularmente, nos processos de diversificação internacional do risco.

Este estudo pretende avaliar a importância do fenómeno contágio entre os mercados de acções de nove países desenvolvidos durante o período de 1993-2004 e, com especial atenção, durante seis episódios seleccionados de crises financeiras.

Para averiguar da existência de contágio e, portanto, interdependência, recorreu-se à aplicação e comparação de diversas metodologias, conducentes à captação do fenómeno, nas suas várias acepções, incluindo testes de: correlação, Kolmogorov-Smirnov, valor extremo, raíz unitária, cointegração, causalidade e outros baseados na estimativa de modelos de vectores autoregressivos.

As contribuições do presente trabalho podem ser classificadas a um nível teórico e a um nível empírico. A nível teórico, no que respeita à forma como foi realizada a sistematização (exaustiva) das contribuições anteriores. Com efeito, considerou-se o fenómeno de uma forma abrangente em que se incluem as perspectivas oriundas de áreas tão diversas como as Finanças Empresariais, as Finanças Internacionais ou a Economia Internacional. A nível empírico, e por um lado, relativamente às características da amostra adoptada (dimensão, frequência dos dados relativos também a países desenvolvidos, rendibilidades dos mercados de acções destes países e, finalmente, a consideração de eventos pouco estudados) e, por outro, à discussão quanto ao conceito a adoptar nos estudos empíricos do fenómeno.

Os resultados indicam que o contágio nos mercados de acções nos países desenvolvidos foi relevante durante as crises financeiras observadas ao longo do período em análise. Verificou-se existirem evidências muito fortes de contágio na crise da Ásia, evidências fortes de contágio nas crises da Rússia e de 11 de Setembro, evidências moderadas/limitadas de contágio nas crises do Brasil e da Argentina e muito fracas evidências de contágio na crise do México.

Em resumo, dos testes levados a cabo para todos os períodos de crise considerados, conclui-se que existem evidências muito fortes de contágio na crise da Ásia, evidências forets de contágio nas crises da Rússia e de 11 de Setembro, evidências moderadas/limitadas de contágio nas crises do Brasil e da Argentina e muito fracas evidências de contágio na crise do México.

As contribuições desta investigação relativamente ao fenómeno do contágio nos países desenvolvidos vêm acentuar a importância do desenvolvimento de estratégias de diversificação internacional do risco que tenham em conta o fenómeno bem como a coordenação de políticas multilaterais de supervisão dos mercados financeiros, em ordem a atenuar potenciais efeitos negativos da propagação dos choques de rendibilidade.

Abstract

The international integration of the economies that we have witnessed during the last decades is susceptible to have turned the financial markets more exposed to external influences. In this context, the international transmission of return shocks between financial markets, a phenomenon that is called contagion in financial literature, can have important implications in portfolio management and, particularly, in the processes of international diversification of risk.

We intended, with this study, to evaluate the importance of the contagion phenomenon among the stock markets of nine developed countries during the 1993-2004 period and, particularly, during six selected episodes of financial crises.

In order to investigate the presence of contagion effects, we recurred to the use and comparison of several methodologies that are able to consider the phenomenon in its diverse acceptions including correlation tests, Kolmogorov-Smirnov tests, extreme value tests, unit root tests, cointegration tests, causality tests and other tests based on the estimation of vector autoregressive models.

The contributions of the present work have both a theoretical as well as empirical nature. The theoretical contribution consists on the systematization of the previous contributions. In fact, we have considered the contagion phenomenon in a comprehensive manner including the perspectives of several areas such as: Corporate Finance, International Finance and International Economics. The empirical contributions are related to the characteristics of the adopted sample (dimension, data frequency, stock market returns of developed countries and, finally, the consideration of less studied events) and also with the discussion of the concept of contagion that should be adopted in empirical studies.

The results indicate that the contagion phenomenon, in the stock markets of developed countries, was significant during the financial crises we have studied. We found very strong evidences of contagion during the Asia crisis, the Russia and September 11 crises, limited ones during the Brazil and Argentina crises, and weak evidences of contagion during the Mexico crisis.

The contributions of this thesis emphasize the importance of the development of strategies of international diversification that take into account the contagion phenomenon and the coordination of multilateral supervision policies of financial markets in order to attenuate potential negative effects related to the propagation of return shocks.


Grupo EUMEDNET de la Universidad de Málaga Mensajes cristianos

Venta, Reparación y Liberación de Teléfonos Móviles
Enciclopedia Virtual
Biblioteca Virtual
Servicios
 
Todo en eumed.net:

Congresos Internacionales


¿Qué son?
 ¿Cómo funcionan?

 

15 al 29 de
julio
X Congreso EUMEDNET sobre
Turismo y Desarrollo




Aún está a tiempo de inscribirse en el congreso como participante-espectador.


Próximos congresos

 

06 al 20 de
octubre
I Congreso EUMEDNET sobre
Políticas públicas ante la crisis de las commodities

10 al 25 de
noviembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Migración y Desarrollo

12 al 30 de
diciembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Economía y Cambio Climático

 

 

 

 

Encuentros de economia internacionales a traves de internet


Este sitio web está mantenido por el grupo de investigación eumednet con el apoyo de Servicios Académicos Internacionales S.C.

Volver a la página principal de eumednet