Tesis doctorales de Economía


O SETOR IMOBILIÁRIO INFORMAL E OS DIREITOS DE PROPRIEDADE: O QUE OS IMÓVEIS REGULARIZADOS PODEM FAZER PELAS PESSOAS DE BAIXA RENDA DOS PAÍSES EM DESENVOLVIMENTO

Krongnon Wailamer de Souza Regueira


Esta página muestra parte del texto pero sin formato.

Puede bajarse la tesis completa en PDF comprimido ZIP (203 páginas, 673 kb) pulsando aquí

 

 

 

 

REFERÊNCIAS

ABRAMO, C. Relação entre índices de percepção de corrupção e outros indicadores em onze países da América Latina. Coleção Estudos da Cidade, Rio de Janeiro, n. 169, mar. 2001.

ABRAMO, P. Análise das transações imobiliárias na cidade do Rio de Janeiro no período 1968 –1995. Coleção Estudos da Cidade, Rio de Janeiro, n. 119, mai. 2001.

ABRAMO, P. et al. Mercado imobiliário carioca: algumas conclusões. Coleção Estudos da Cidade, Rio de Janeiro, n. 71, set. 2002.

ABRAMO, P. et al. Mobilidade residencial na cidade do Rio de Janeiro. Coleção Estudos da Cidade, Rio de Janeiro, n. 84, jan. 2003a.

ABRAMO, P. et al. A Dinâmica do mercado de solo informal em favelas e a mobilidade residencial dos pobres. Coleção Estudos da Cidade, Rio de Janeiro, n. 105, mar. 2003b.

ABRAMO, P. et al. Mercado para imóveis de uso comercial em favelas: estudo piloto no Jacarezinho. Coleção Estudos da Cidade, Rio de Janeiro, n. 106, jul. 2003c.

ABRAMO, P. O Mercado de solo informal em favelas e a mobilidade residencial dos pobres nas grandes metrópoles. In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM PLANEJAMENTO URBANO, 10., 2005, Salvador. Relação de Trabalhos. Salvador: ANPUR, 2005, 1 CD-ROM.

ABRAMO, P. Pedro Abramo. Land Lines, Cambridge, v. 19, n. 1, jan. 2007, p. 20-21. Entrevista.

ADELMAN, I. Fallacies in development theory. In: MEIER, G.; STIGLITZ, J. (Ed.). Frontiers of development economics: the future in perspective. New York: Oxford University Press, 2000. p. 103-148.

ALBUQUERQUE, R. César ataca programa de Lula. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 08 set. 2006, Caderno A, p. 13.

ALCHIAN, A. ; DEMSETZ, H. The property right paradigm. Journal of Economic History, v. 33, n. 1, p. 16-27, mar. 1973.

ALLEN D. W. Transaction costs. In: BOUCKAERT, B.; GEEST, G. DE (Ed.). Encyclopedia of Law and Economics, v. 1. Cheltenham: Edward Elgar Press, 2000. p. 893-926.

ALSTON, L.; LIBECAP, G.; MUELLER B. Titles, conflict and land use. Michigan: Michigan University Press, 1999.

ANDERSON, T. L; HILL, P. J. The evolution of property rights: a study of the American West. Journal of Law and Economics, v. 18, n. 1, p. 163-179, apr. 1975.

ANDERSON, T. L.; LEAL, D. Ecologia de livre mercado. Porto Alegre: Instituto Liberal, 1992.

ANDERSON, T. L.; HUGGINS, L. E. Property rights: a practical guide to freedom & prosperity. Stanford: Hoover Institution Press, 2003.

ANDRADE, M. I. T. Direitos de propriedade e renda pessoal: um estudo de caso das comunidades do Caju. Rio de Janeiro, 2004. 108 p. Dissertação ( Mestrado em Economia) – Instituto de Economia, UFRJ. Rio de Janeiro: BNDES, 2006.

ANUATTI NETO, F. Regulamentação dos Mercados. In: Manual de Economia: equipe de professores da USP. 5. ed. São Paulo: Saraiva, 2004.

ARBACHE, J. S. Pobreza e mercados no Brasil. In: Pobreza e mercados no Brasil: uma análise de iniciativas de políticas públicas. Brasília: CEPAL. Escritório no Brasil/DFID, 2003.

ARIDA, P; BACHA, E.; LARA RESENDE, A. Credit, interest and jurisdictional uncertainty: conjectures on the case of Brazil. In: GIAVAZZI, F. GOLDFAJN, I.; HERRERA, S. (Org.). Inflation targeting, debt and the Brazilian experience, 1999 to 2003. Cambridge: MIT Press, may 2005. Cap. 8.

ARROW, K. The limits of organization. New York: W. W. Norton, 1974.

BALBINOTTO NETO, G. Os reflexos das decisões judiciárias na economia. Porto Alegre: PPGE/UFRGS, 2004 (mimeo).

BARZEL, Y. Economic analysis of property rights. 2. ed. Cambridge: Cambridge University Press, 1997.

BERTRAND, M. P. Decisão judicial apoiada na Nova Economia Institucional: acertos e erros dos magistrados brasileiros no caso de revisão dos contratos de arrendamento mercantil de automóveis indexados ao dólar. Disponível em <http://repositories.cdlib.org/cgi/viewcontent.cgi?article=1072&context=bple>. Acesso em: 12 set. 2006.

BRUE, S. L História do pensamento econômico. São Paulo: Thomson, 2005.

BYAMUGISHA, F. F. K. How land registration affects financial development and economic growth in Thailand . Policy Research Working Paper Series, n. 2241, 32 p., nov. 1999.

CARNEIRO, D. D.; VALPASSOS, M. V. F. Financiamento à habitação e instabilidade econômica: experiências passadas, desafios e propostas para a ação futura. Rio de Janeiro: FGV, 2003.

CARTER, M.; WIEBE, K. D.; BLAREL, B. Tenure security for whom? Diferential effects of land policy in Kenya. In: BRUCE, J. W.; MIGHOT-ADHOLLA, S. E. (Ed.). Searching for land tenure in Africa. Dubuque, Iowa: Kendall/Hunt Publishing Company, 1994. p. 141-168.

CARVALHO, F. C. Investimento, poupança e financiamento do desenvolvimento. In: SOBREIRA, R.; RUEDIGER, M. A. (Org.). Desenvolvimento e Construção Nacional: política econômica. Rio de Janeiro: FGV, 2005. p. 11-38.

CAVALIIERI, F.; OLIVEIRA, S. A melhoria das condições de vida dos habitantes de assentamentos precários no Rio de Janeiro: uma avaliação preliminar da meta 11 dos objetivos do milênio. Coleção Estudos da Cidade, Rio de Janeiro, n. 234, dez. 2006.

CLICHEVSKY, N. Pobreza y acceso al suelo urbano: algunas interrogantes sobre lãs políticas de regularización em América Latina. Serie Medio Ambiente y Desarollo, n.75, Santiago do Chile: dic. 2003.

COASE, R. H. The problem of social cost. In: _____. The Firm the Market and the Law. Chicago: Chicago University Press, 1990. p. 95-156.

COASE, R. H. The institutional structure of production. In: _____. Essays on Economics and Economists. Chicago: Chicago University Press, 1995. p. 3-14.

COMMONS, J. R. Institutional economics. American Economic Review, v. 21, n.4, p.648-657, dec. 1931 .

CONSTANCE, P. Construir oportunidades para a maioria: um plano para combater a ‘Multa da Pobreza’. BID América, mai. 2006. Disponível em <http://www.iadb.org/idbamerica/index.cfm?thisid=4115>. Acesso em: 18 jan. 2007.

COUSINS, B.; HORNBY, D. Land rights/ De Soto solution not for South African. Business Day, 13 jan. 2007. Disponível em <http://otto.idium.no/desotowatch.net/filestore/LandrightsinSouthAfrica2-forBusDay.doc>. Acesso: 15 mar. 2007.

CRETTON, A. L. F.; ALEM, A. R. Mercado imobiliário: o uso dos cadastros técnicos municipais para acompanhar as mudanças da cidade. Coleção Estudos da Cidade. Rio de Janeiro, n. 234, out. 2001.

CRUZ, N. Braço para microcrédito do banco tem perda de 10,8 mi. Folha de São Paulo, 15 ago. 2007. Disponível em <http://www1.folha.uol.com.br/fsp/dinheiro/fi1508200722.htm>. Acesso em: 22 ago. 2007.

CULPEPER, R. Demystifying Hernando de Soto: a review of the Mystery of Capital (mar. 2002). Disponível em < http://www.nsi-ins.ca/ensi/pdf/deSoto.pdf>. Acesso em: 18 dez. 2002.

CYPHER, J.M.; DIETZ, J. L. The process of economic development. New York: Routledge, 1997.

D’AMORIM, S. Microcrédito: BB Negocia com Palocci a incorporação do Banco Popular. Folha de São Paulo, 28 fev. 2006. Disponível em <http://www1.folha.uol.com.br/fsp/dinheiro/fi2802200605.htm>. Acesso: 05 jun. 2006.

DEMSETZ, H. Toward a theory of property rights. American Economic Review, v. 57, n. 2, p. 347-359, may 1967.

DEMSETZ, H. Toward a theory of property rights II: the competition between private and collective ownership. Journal of Legal Studies, v. 31, n. 2, p. 653-673, june 2002.

DEININGER, K.; FEDER, G. Land institutions and land markets. World Bank: Policy Research Working Papers, n. 2014, nov.1999.

DE SOTO, H. Economia subterrânea: uma análise da realidade peruana. Rio de Janeiro: Globo, 1987.

DE SOTO, H. O mistério do capital: por que o capitalismo dá certo nos países desenvolvidos e fracassa no resto do mundo. Rio de Janeiro: Record, 2001.

DE SOTO, H. Law and property outside the West: a few new ideas about fighting poverty. Forum for Development Studies 2002, Oslo, n. 2, p. 349-361, dec. 2002.

DE SOTO, H. Rejoinder to Mathieu. Forum for Development Studies 2002. Oslo, n.2, p. 376-388, dec. 2002.

EASTERLY, W. O espetáculo do crescimento. Rio de Janeiro: Ediouro, 2004.

ELLERMAN, D. Introduction to property theory. University of California at Riverside, may 2006 (mimeo).

FACHADA, P.; FIGUEIREDO, L. F.; LUNDBERG, E. Sistema judicial e mercado de crédito no Brasil. Brasília, DF: Banco Central do Brasil, Nota Técnica, n.35, mar. 2003.

FAFCHAMPS, M.; QUISUMBING, A. R. Control and ownership of assets within rural Ethiopian households. The Journal of Development Studies, London, v.38, n.6, p.47 -82, aug. 2002.

FARINA. E. M. M. Q.; AZEVEDO, P. F.; SAES, M. S. M. Competitividade: mercado, Estado e organizações. São Paulo: Editora Singular, 1997.

FEDER et al. Land policies and farm productivity in Thailand. Baltimore: John Hopkins University Press, 1988.

FEDER, G.; NISHIO, A. The benefits of land registration and titling: economic and social perspectives. Land Use Policy, London, v.15, n.1, p. 25-43, jan. 1998.

FERMAN, B. Imperfeições no mercado de crédito e escolha ocupacional: o que mudou no Brasil com a estabilização da economia? Concurso de monografias IPEA-Caixa ano 2004, 2003 (mimeo).

FERNANDES, E. The influency of De Soto’s The Mistery of the Capital. Lands Line, Cambridge, Massachussets, v. 14, n. 1, p. 4-8, jan. 2002.

FIANI, R. Comments on Prof. Hodgon’s ‘The evolution of institutions: an agenda of future theorical research’. Dossiê Economia Institucional – Econômica, v.3, n.1, p. 135-143, jun. 2001.

FIANI, R. Teoria dos custos de transação. In: KUPFER, D; HASENCLEVER, L. Economia Industrial. 2. ed. Rio de Janeiro: Campus, 2002. p. 267-286.

FIANI, R. Estado e economia no institucionalismo de Douglass North. Revista de Economia Política, São Paulo, v.23, n.2, p. 135-149, abr./jun. 2003.

FIELD, E. Entitled to work: urban property rights and the labor supply in Peru. Princeton: Princeton University, oct. 2002 (mimeo).

FIELD, E.; TORERO, M. Do property titles increase credit access among the urban poor? Evidence from a nationwide titling program. Princeton: Princeton University, mar. 2006 (mimeo).

GIANETTI, E. Eduardo Gianetti da Fonseca. In: BIDERMAN, C.; COZAC, L. F. L; REGO, J. M. (Org.) Conversas com Economistas Brasileiros. 2 ed. São Paulo: Ed. 34, 1997.

GIANETTI, E. Por que os países ricos são tão ricos e os pobres são tão pobres? In: CASTRO et al. O futuro da indústria no Brasil e no Mundo: os desafios do século XXI. Rio de Janeiro: Campus, 1999, p.43-53.

FOSS, K.; FOSS, N. J. Organizing economic experiments: property rights and firm organization. The Review of Austrian Economics, Alabama, v. 5, n. 4, p. 297-312, dec. 2002 ,.

FRANÇA, R.; SOARES, R. O drama do populismo urbano: as favelas crescem e se multiplicam no Rio de Janeiro porque são um bom negócio para os que apostam na miséria. Revista Veja, São Paulo, 07 dez. 2005. Disponível em <www.veja.com.br> Acesso em: 18 dez. 2005.

FRASCAROLI, B. F.; PEREIRA JÚNIOR, J. A.; SILVA FILHO, O. C. Informações assimétricas no mercado de crédito: uma abordagem sobre o comportamento dos bancos.

Disponível em <http://www.bnb.gov.br/content/aplicacao/eventos/forumbnb2005/docs/informacoes_assimetricas_mercado_credito.pdf>. Acesso em 5 jan. 2007.

FREIRE, V. T. Juros, pirotecnia e mistificação: endividamento em alta leva governo e bancos a novo surto de desconversa sobre as razões do custo do dinheiro. Folha de São Paulo, 20 ago. 2006. Disponível em <http://clipping.planejamento.gov.br/Noticias.asp?NOTCod=295054>. Acesso em: 28 ago. 2006.

FRIEDMAN, M. Capitalism and freedom. Chicago: University of Chicago Press, 1982.

FURUBOTN, E. G.; RICHTER, R. Institutions and economic theory: the contribution of the new institutional economics. Michigan: Michigan University Press, 2000.

GALA, P. A Teoria institucional de Douglass North. Revista de Economia Política, São Paulo, v. 23, n. 2, p.89-105, abr./jun, 2003.

GALIANI, S.; SCHARGRODSKY, E. Property rigths for the poor: effects of land titling. Centro de Investigación en Finanzas, Universidad Torcuato Di Tella, Buenos Aires, jun. 2005 (mimeo).

GANLEY, W. T. Institutional economics and neoclassicism. Journal of Economic Issues. v. 29, n.2, p.397-406, june 1995.

GILBERT, A. On the Mystery of Capital and the myths of Hernando de Soto: what difference does legal title make? International Development Planning Review, v. 24, n. 1, p. 1-19, fev. 2002.

GLAESER, E. L.; LAIBSON, D. I.; SCHEINKMAN, J. A.; SOUTTER, C. L.; Measuring trust. The Quarterly Journal of Economics, v.115, n.3, p. 811-846, 2000.

GONZÁLEZ, F. P. M. A função econômica do registro imobiliário. Boletim do IRIB em Revista, São Paulo, n.312, set./out. 2003.

GOODMAN, J. C. (Org.) et al. Ecologia Inteligente: uma proposta de mudança pró-homem, pró-ciência e pró-livre iniciativa. Porto Alegre: Instituto Liberal, 1992.

GROENEWEGEN, J.; KERSTHOLD, F.; NAGELKERKE, A. On integrating new and old institutionalism: Douglass North building bridges. Journal of Economic Issues, v. 29, n. 2, p. 467-475, june 1995.

HAYDEN, F. G. Institutionalism for what: to understand inevitable progress or for policy relevance? Journal of Economic Issues, v. 23, n. 2, p. 633-645, june 1989.

HESTON, A.; SUMMERS, R. Penn world tables. Center of International Comparison – University of Pennsylvania. Disponível em: < http://www.pwt.econ.upenn.edu/ >. Acesso em: 13 jul. 2005.

HODGSON , G. A evolução das instituições: uma agenda para pesquisa teórica futura. Dossiê Economia Institucional – Econômica, v.3, n.1, p. 97-125, jun. 2001.

HOLCOMBE, R. G. Public finance: government revenues and expenditures in the United States economy. Flórida: Web Edition, 1999.

IBGE/SEBRAE. Economia informal urbana 2003 – ECINF. Pesquisa IBGE/SEBRAE, Rio de Janeiro, 2005.

JOHNSON, R. Institutions and policy analysis. Agrobusiness Perspectives, n. 36, 2000. Disponível em < http://www.agrifood.info/perspectives/2000/Johnson.html>. Acesso em: 10 out. 2006.

JONES, C. I. Introdução à teoria do crescimento econômico. Rio de Janeiro: Campus, 2000.

KERSTENETZKY, K. Um comentário a ‘A Evolução das Instituições: uma agenda para pesquisa teórica futura’. Dossiê Economia Institucional – Econômica, v. 3, n. 1, p. 127-134, jun. 2001.

KOTOLLI, A. Value of property rights. Disponível em <http://arunkottolli.blogspot.com/2006/06/value-of-property-rights.html>. Acesso em: 28 de jan. de 2007.

KRUECKEBERG, D. A. The lessons of John Locke or Hernando de Soto: what if your dreams come true? Housing Policy Debate, v. 15, n. 1, p.1-24, 2004.

KRUGMAN. P. Geografía y comercio. Antoni Bosch Editor: Barcelona, 1992.

KRUGMAN, P. Vendendo prosperidade. Campus: Rio de Janeiro, 1997.

KUMAR, A. et al. Brasil: acesso a serviços financeiros. Brasília: Banco Mundial, 2003.

LACAVA, U. (Coord.) Tráfico de animais silvestres no Brasil: um diagnóstico preliminar. Brasília: WWF Brasil, 2000.

LAEVEN, L.; MAJONI, G. Does judicial efficiency lower the cost of credit? World Bank Policy Research Working Paper, n.3159, Banco Mundial, 2003.

LAMOUNIER, B.; SOUZA, A. As elites brasileiras e o desenvolvimento nacional: fatores de consenso e dissenso. São Paulo: Idesp, 2002.

LEONARD, R.; AYUTTHAYA, K. N. Titulação da terra na Tailândia: assegurando direitos para os pobres. Disponível em <http://www.landaction.org/gallery/India%20Part%202-Port.pdf>. Acesso em: 18 fev. 2007.

LUECK, D.; MICELLI, T. J. Property rights and property law. Handbook of Law and Economics Conference, Stanford University Law Schol, mar. 2004. Disponível em <http://www.ag.arizona.edu/arec/pubs/researchpapers/2004-01lueckmiceli.pdf>. Acesso em: 05 jun. 2006.

MANKIW, N. G. Introdução à economia: princípios de micro e macroeconomia. Rio de Janeiro: Campus, 1999.

MARCUSE, P. Comment on Donald A. Krueckeberg’s “The lessons of John Locke or Hernando de Soto: what if your dreams come true?” Housing Policy Debate, v. 15, n. 1, p.39-48, 2004.

MAS-COLELL, A.; WHINSTON, M. D.; GREEN, J. R. Microeconomic theory. New York: Oxford University Press, 1995.

MATHIEU, P. Security of land tenure papers and unleashing grass-root investment for Rural Development in Africa: Some Comments. Forum for Development Studies 2002. Oslo: n.2, p. 367-372, dec. 2002.

MC KECHNIE, L. Property rights reform in Peru: why titles do not increase access to micro-credit. Journal of Development and Social Transformation (2005). Disponível em <http://www.maxwell.syr.edu/moynihan/programs/dev/journal/vol2/mckechnie6.pdf>. Acesso em 17 set. 2006.

MIGOT-ADHOLLA, S.; HAZELL, P.; BLAREL, B.; PLACE, F. Indigenous land rights systems in Sub-Saharan Africa: a constraint on productivity? World Bank Economic Review, v.5, n.1, p.155-175, jan.1991.

MILES, D.; SCOTT, A. Macroeconomia: compreendendo a riqueza das nações. São Paulo: Saraiva, 2005.

MILL, J. S. Princípios de Economia Política. São Paulo: Nova Cultural, 1996 (Coleção Os Economistas).

MOREIRA, M. A regularização serve para dar ao morador uma segurança dominial. Boletim do IRIB em Revista, São Paulo, n.312, set./out. 2003, p.87-89. Entrevista.

NERI, M. C. Você tem sede do quê? Microcrédito e garantia. Boletim Mercado de Trabalho- IPEA, Rio de Janeiro, v.7, n.19, p.27-29, jun 2002.

NERI, M. Sem garantias, nem crédito. Conjuntura Econômica, Rio de Janeiro, v. 57, p. 54-56, out. 2003.

NERI, M. C. O capital no ciclo de vida. Conjuntura Econômica, Rio de Janeiro, v. 68, p. 108-109, set. 2004.

NERI, M. C.; GIOVANINI, F. S. Small business, colateral and access to credit. Revista de Economia Contemporânea, v.9, n.3, p.643-669, set./dez.2005.

NERI, M. Informalidade. Ensaios Econômicos EPGE, n.635, dez. 2006. 40 p.

NORTH, D. C. Growth and welfare in the American past. New Jersey: Prentice Hall, 1966.

NORTH, D. C.; THOMAS, R. P. The rise of the western world. Cambridge: Cambridge University Press, 1973.

NORTH, D. C. Structure and change in economic history. New York: W. W. Norton & Company, 1981.

NORTH, D. C. Institutions, institutional change and economic performance. New York: Cambridge University Press, 1990.

NORTH, D. C. Custos de transação, instituições e desempenho econômico. Rio de Janeiro: Instituto Liberal, 1994. 38p.

NORTH, D. C. The new institutional economics and Third World fevelopment. In: HARRISS, J., HUNTER, J.; LEWIS, C. M. (Ed.). The new institutional economics and third world development. New York: Routledge, 1997.

OLIVEIRA, F. O vício da virtude: autoconstrução e acumulação capitalista no Brasil. Novos estudos - CEBRAP . São Paulo, n. 74, 2006. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101- 3002006000100005&lng=es&nrm=iso>. Acesso em: 25 Ago 2006.

PAIVA, J. P. L. Curso de especialização em Direito Distrital – Barcelona, Espanha. Boletim do IRIB em Revista, São Paulo, n.312, p.72-81, set./out. 2003.

PINHEIRO, A. C. Economia e justiça: conceitos e evidência empírica. Rio de Janeiro: Instituto Futuro Brasil, jul. 2001. 23 p.

PINHEIRO, A. C. (Org). Reforma do judiciário: problemas, desafios e perspectivas. Rio de Janeiro: Book Link, 2003.

PINHEIRO, A. C.; GIAMBIAGI, F. Rompendo o marasmo: a retomada do desenvolvimento no Brasil. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.

PINTO, C. C. X. Diversidade de lucro entre as pequenas empresas brasileiras: o mercado de crédito como um dos seus possíveis determinantes. Rio de Janeiro, 2003. 100 f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Depto de Economia, PUC-RJ.

PLACE, F.; MIGOT-ADHOLLA, S. E. The economic effects of land registration on smallholder farms in Kenya: evidence from Nyeri and Kakamega Districts. Land Economics, v.74, n.3, p. 360-373, aug.1998.

IBGE. PNAD 2003. Rio de Janeiro: IBGE, 2005

PRADO, R. L. Introdução à teoria econômica dos ‘property rights’. Jus Navigandi, Teresina, ano 6, n. 59, out. 2002. Disponível em: <http://www1.jus.com.br/doutrina/texto.asp?id=3206>. Acesso em: 12 jul. 2005.

RABELLO de CASTRO, S. Favela Bairro: a brief institutional analysis of the programme and its land aspects. In: DURAND-LASSERVE, A; ROYSTON, L. (Org.). Holding their ground: secure land tenure for the urban poor in developing countries. 1 ed., v. 1. London: Earthscan Publ. Ltd., 2002. p. 151-180.

RAJAN, R.; ZINGALEL, L. Saving capitalism from the capitalists. Princeton: Princeton University Press, 2004.

RIBEIRO, I. C. Concorrência bancária e determinantes institucionais da taxa de juros: uma análise empírica de séries de tempo. Revista do IBRAC, São Paulo, v. 13, n. 1, p.139-168, 2006.

RICARDO, D. Princípios de Economia Política e tributação. São Paulo: Nova Cultural, 1996 (Coleção Os Economistas).

RITS, F. R. Dalits gritam por direitos humanos. Disponível em <http://fsm2004.rits.org.br/conteudo.asp?conteudo_id=62>. Acesso em: 05 jul. 2005.

ROCHLIN, J. F. Vanguard revolutionaries in Latin America: Peru, Colombia, México. London: Lynne Rienner Publishers, 2003.

ROTH, M.; UNRUH, J; BARROWS, R. Land registration, tenure security, credit use, and investment in the Shebelle Region of Somalia. In: BRUCE, J.; MIGHOT-ADHOLLA, S. E. (Ed.). Searching for land tenure in Africa. Dubuque, Iowa: Kendall/Hunt Publishing Company, 1994.

RUTHEFORD, M. The old and the new institutionalism: can bridges be built? Journal of Economic Issues, v. 29, n. 2, p.443-451, june 1995.

SACHS, J. The end of poverty. Penguin Books: New York, 2005.

SADEK, M. T. A crise do judiciário vista pelos juízes: resultados da pesquisa quantitativa. In: _____. Uma introdução ao Estudo da Justiça. São Paulo: Editora Sumaré, 1995.

SANTOS, C. A. Risco de crédito e garantias: a proposta de um Sistema Nacional de Garantias. Disponível em <www.uasf.sebrae.com.br/uasfareas/uasfgestao/uasfartigos/garantias/risco/>. Acesso em: 12 fev. 2007.

SARAPU. P. Troféu de vitória em batalha: para mostrar à comunidade que manda na Cidade Alta, tráfico exibe gorro de miliciano morto. Jornal O Dia, Rio de Janeiro, 07 fev. 2007. Disponível em <www.odia.terra.com.br>. Acesso em: 12 mar. 2007.

SATTERTHWAITE, D. Pobreza rural e urbana: entendendo as diferenças. Perspectivas econômicas: como combater a pobreza global.. Edição eletrônica do Departamento de Estado dos Estados Unidos, v.6, n.3, set. 2001. Disponível em: <http://usinfo.state.gov/jornals/ites/0901/ijep/ijep0901.pdf>. Acesso em: 08 set. 2006.

SCHAEFER, P. F. Comment on Donald A. Krueckeberg’s “The lessons of John Locke or Hernando de Soto: what if your dreams come true?” Housing Policy Debate, v. 15, n. 1, p.25-37, 2004.

SCHEINKMAN, J.A. O Estado glutão. Folha de São Paulo, 04 dez. 2005. Disponível em <http://www1.folha.uol.com.br/fsp/dinheiro/fi0412200503.htm>. Acesso em: 06 dez. 2005.

SEBRAE. Fatores condicionantes e taxa de mortalidade de empresas no Brasil. Relatório de Pesquisa, Brasília, ago. 2004.

SILVA, M. F. G. Ética e economia: impactos na política, no direito e nas organizações. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007.

SIMA, J. Praxeology as Law & Economics. Journal of Libertarian Studies. v. 18, n. 2, p. 73-89, 2004.

SIMON, H. A. A racionalidade no processo decisório das empresas. Edições Multiplic/EPGE/FGV, Rio de Janeiro, v.1, n.1, p.25-60, out. 1980.

STIGLITZ, J.; GREENWALD, B. Rumo a um novo paradigma em economia monetária. São Paulo: Ed. Francis, 2004.

SUDO, F. R. Impenhorabilidade do bem de família. Disponível em <http://www.juristas.com.br/mod_espaco_aberto.asp?t=167&p=7>. Acesso em: 10 dez. 2006.

SZTAJN, R. Law and Economics. In: ZYLBERSZTAJN, D; SZTAJN, R. (Org.). Direito e Economia: análise econômica dos Direitos e das Organizações. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005. p. 74-83.

SZTAJN, R.; AGUIRRE, B. Mudanças institucionais. In: ZYLBERSZTAJN, D; SZTAJN, R. (Org.). Direito e Economia: análise econômica dos Direitos e das Organizações. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005. p. 228-243.

SZTAJN, R.; ZYLBERSZTAJN, F.; AZEVEDO, P. F. Economia dos contratos. Direito e Economia: análise econômica dos Direitos e das Organizações. In: ZYLBERSZTAJN, D; SZTAJN, R. (Org.). Rio de Janeiro: Elsevier, 2005. p. 102-136.

TONETO JR., R.; GREMAUD, A. P. Microcrédito e financiamento rural: recomendações de desenho e gestão a partir da experiência mundial. Planejamento e Políticas Públicas (IPEA), Brasília, DF, n. 25, p. 89-104, jun./dez. 2002.

TULLOCK, G., SELDON. A.; BRADY, G. L. Falhas de governo: uma introdução à teoria da escolha pública. Porto Alegre: Instituto Liberal, 2005.

VARIAN, H. R. Microeconomic analisys. 3. ed. New York: W. W. Norton 1992.

VARIAN, H. R.; SHAPIRO, C. A economia da informação: como os princípios econômicos se aplicam à era da internet. Rio de Janeiro: Campus, 1999.

VÁSQUEZ, I. Como eliminar a pobreza em massa. Perspectivas econômicas: como combater a pobreza global. Edição eletrônica do Departamento de Estado dos Estados Unidos, v. 6, n. 3, p. 21-24, set. 2001. Disponível em: <http://usinfo.state.gov/journals/ites/0901/ijep/ijep0901.pdf> Acesso em: 10 set. 2006.

VEBLEN, T. The beginning of ownership. American Journal of Sociology, v. 4, 1898/1899. Disponível em <http://socserv2.mcmaster.ca/%7Eecon/ugcm/3ll3/veblen/ownersh>. Acesso em 08 mai. 2005.

VELJANOVSKI, C. The economics of Law. 2. ed. The Institute of Economic Affairs: London, 2007.

VISCUSI, K. P.; VERNON, J. M.; HARRINGTON JR., J. E. Economics of regulation and antitrust. 3. ed. Massachusetts: MIT Press, 2000.

WILLIAMSOM, O. E. The economic institutions of capitalism. New York: Free Press, 1985.

WILLIAMSON, O. E. Comparative economic organization: the analysis of discrete structural alternatives. Administrative Science Quarterly, v. 36, n. 2, p.269-296, june 1991.

WOODRUFF, C Review of De Soto´s The Mystery of Capital. Journal of Economic Literature, v. 39, n.4, p. 1215-1223, dec. 2001.

YUNUS, M. Banker to the poor. Londres: Public Affairs, 1999.

ZAHRT, G. E. Indian country: underserved or unbanked? Working Paper, Lewis and Clark College: Portland, 2003.

ZYLBERSZTAJN, D.; SZTAJN, R. Economia dos contratos: a natureza contratual das firmas. In: ZYLBERSZTAJN, D; SZTAJN, R. (Org.).Direito e Economia: análise econômica dos Direitos e das Organizações. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005. p. 102-112.


Grupo EUMEDNET de la Universidad de Málaga Mensajes cristianos

Venta, Reparación y Liberación de Teléfonos Móviles
Enciclopedia Virtual
Biblioteca Virtual
Servicios
 
Todo en eumed.net:

Congresos Internacionales


¿Qué son?
 ¿Cómo funcionan?

 

15 al 29 de
julio
X Congreso EUMEDNET sobre
Turismo y Desarrollo




Aún está a tiempo de inscribirse en el congreso como participante-espectador.


Próximos congresos

 

06 al 20 de
octubre
I Congreso EUMEDNET sobre
Políticas públicas ante la crisis de las commodities

10 al 25 de
noviembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Migración y Desarrollo

12 al 30 de
diciembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Economía y Cambio Climático

 

 

 

 

Encuentros de economia internacionales a traves de internet


Este sitio web está mantenido por el grupo de investigación eumednet con el apoyo de Servicios Académicos Internacionales S.C.

Volver a la página principal de eumednet