ANÁLISE DOS ASPECTOS DE REPRESENTAÇÃO, AUTO-REAPRESENTAÇÃO, NARRATIVIDADE E MARGINALIDADE NA CRÔNICA BRASILEIRA

Cleber José De Oliveira

4.3 – Rupturas e continuidades entre o narrador moderno e o pós-moderno

Vimos anteriormente que a sociedade pós-moderna, diferentemente da moderna, se caracteriza pela fragmentação das narrativas e pelo descentramento do narrador (Cf. SANTIAGO, 2002). Esse pensar, sobre a sociedade atual e suas produções literárias, é compartilhado também por outros teóricos como Bosi, vejamos o quê o mesmo diz sobre isso:

As narrativas deste fim de milênio parecem ter cortado as amarras que a pudessem atar a qualquer ideal de unidade, quer ético-político, quer mesmo estético, no sentido moderno de construtivo de um objeto artístico. Muitos dos seus textos encenam o teatro da dispersão pós-moderna e suas tendências centrífugas: atomizam-se motivos, misturam-se estilos e as sensibilidades mais agudas expõem ao leitor a consciência da própria desintegração, em face desse quadro, impensável sem a aceleração dos processos modernizantes do capitalismo e da indústria cultural (BOSI 2000, p. 488)

        Esgotada a análise, notemos como se manifestam, dentro das crônicas analisadas, o narrador pós-moderno evidenciado por Santiago em oposição ao narrador clássico de Benjamim. Observemos as características encontradas:

 

 

O narrador em ‘O padeiro’

 

O narrador em ‘Provocações’

 

*Narra a partir de experiências  vividas, próprias;
*Prioriza a experiência proporcionada   por uma ação  autêntica;
*Narraria mergulhado nas próprias experiências;
*Demonstra, às vezes, um envolvimento, uma empatia  com a personagem;
*Existi uma pretensão de transmitir um ensinamento,seja social, cultural, ético-moral. Com isso, se colocaria
como alguém que sabe dar conselhos;
*Utiliza a linguagem para tecer uma ação “verídica”, vivida por ele.

 
*Narra a partir da observação das experiências vividas pelo outro;
      *Apresenta um movimento de
 rechaço e distanciamento em   
 relação  ao narrador clássico         
  caracterizado por Benjamim;
*Prioriza a experiência proporcionada           por um olhar lançado;
*Narrador que olha para se informar e daí então escreve para informar seu leitor;
 *O que transmite um saber decorrente da observação de uma vivência alheia;
*Puro ficcionista, pois entende que  o “real” e o “autêntico” são construções de linguagem.

 

        
            O quadro nos permite observar a presença de características diferentes entre os narradores, em uma e outra crônica. É possível identificar alguns aspectos do narrador clássico na crônica de Braga (este produziu crônicas entre as décadas de 50 e 80); e do narrador pós-moderno na crônica de Veríssimo produzida anos 90. Isso nos leva a pensar que o movimento de transição da vida moderna para a vida pós-moderna provocou mudanças nas relações de comunicação (Cf. BAKHTIN, 1992).
            Daí, portanto, pode-se dizer, então, que a crônica brasileira mudou. Essa mudança,se deu principalmente em relação à sua estrutura e ao seu suporte, ficou mais dinâmica e ainda mais híbrida. Tudo para se adaptar as múltiplas linguagens decorrentes da vida contemporânea.

Volver al índice

Enciclopedia Virtual
Tienda
Libros Recomendados


1647 - Investigaciones socioambientales, educativas y humanísticas para el medio rural
Por: Miguel Ángel Sámano Rentería y Ramón Rivera Espinosa. (Coordinadores)

Este libro es producto del trabajo desarrollado por un grupo interdisciplinario de investigadores integrantes del Instituto de Investigaciones Socioambientales, Educativas y Humanísticas para el Medio Rural (IISEHMER).
Libro gratis
Congresos

9 al 23 de octubre
VI Congreso Virtual Internacional sobre

Arte y Sociedad: Paradigmas digitales

16 al 30 de octubre
II Congreso Virtual Internacional sobre

Migración y Desarrollo

1 al 15 de noviembre
II Congreso Virtual Internacional sobre

Desigualdad Social, Económica y Educativa en el Siglo XXI

4 al 15 de diciembre
V Congreso Virtual Internacional sobre

Transformación e innovación en las organizaciones

11 al 22 de diciembre
I Congreso Virtual Internacional sobre

Economía Social y Desarrollo Local Sostenible

Enlaces Rápidos

Fundación Inca Garcilaso
Enciclopedia y Biblioteca virtual sobre economía
Universidad de Málaga