BIBLIOTECA VIRTUAL de Derecho, Economía y Ciencias Sociales

ESTUDO SOBRE DETERMINAÇÃO DE PONTOS OTIMOS PARA LOCALIZAÇÃO E IMPLANTAÇÃO DE USINAS DE BIODIESEL NO ESTADO DO TOCANTINS

Karyn Siebert Pinedo



Esta página muestra parte del texto pero sin formato.

Puede bajarse el libro completo en PDF comprimido ZIP (150 páginas, 3.31 Mb) pulsando aquí

 

 

3.3.1. Zona de consumo

A zona de consumo foi escolhida, segundo as premissas que os municípios têm que ter mais de 10.000 habitantes (veja apêndice 3.1) ou pela sua classificação da atividade econômica segundo o IBGE (2009).

A tabela 3.1 mostra os principais municípios, segundo a quantidade de habitantes. A tabela 3.1 mostra os vinte e dois pontos ótimos para a comercialização do biodiesel e a microrregião nas quais estão inseridas. Outro dado importante para a classificação da zona de consumo é a atividade econômica de cada município, como mostra a tabela 3.2.

Se observar o município de Sitio Novo do Tocantins, não se encontra nas tabelas 3.1 e 3.2 o município está como baia renda, mas é um município que fica localizado ao extremo Norte do Tocantins, vizinha de mais 4 municípios pertencentes ao Tocantins com distância inferior a cada município de 40 quilômetros, e outros 3 municípios no Estado do Maranhão, também com distancia inferior a 50 quilômetros. Este é a única exceção à regra ou as premissas em relação à zona de consumo.

Com os dados de população e classificação econômica destes principais pontos de distribuição obtivemos um grupo de 32 pontos. Para esses pontos de distribuição foi estimado que a quantidade de veículos para consumo de biodiesel seria multiplicada por 0, 125 do número de habitantes. Por exemplo, no município de Araguaína para um total de 115.759 habitantes, teríamos 14.702 veículos que seriam os consumidores do biodiesel. Observando que os veículos considerados são tantos de passeio como de grande porte (tratores, caminhões) e a variável 0, 125 foi considerada igual para todos.

Estes 32 pontos de zona de consumo serão classificados em nossa função objetivo com o indicador i = 1, 2, 3, . . . 30, 31, 32. Assim tem-se que:

3.3.2. Fornecedores da matéria prima

Todos os municípios que foram citados, na tabela 3.3, são capazes de fornecer grãos. Os municípios da tabela 3.4 foram considerados pela sua capacidade de ofertar sebo.

Observa-se que, nas tabelas citadas alguns municípios podem fornecer, tanto oleaginosa quanto sebo para as usinas. Os dados das tabelas 3.3 e 3.4 serão considerados para determinar os pontos da zona de fornecedor da matéria prima para a localização das usinas.

A tabela 3.3 demonstra a produção de grãos (toneladas) dos diferentes municípios do Estado do Tocantins.

Todos os municípios expostos nas tabelas 3.3 e 3.4 têm grande potencial para produzir matéria-prima para as usinas de biodiesel. Alguns produzem grãos e outros sebo ou ambos. Ao fazer uma comparação de produção de grãos no Estado do Tocantins, a soja ainda é a que predomina em área plantada e colhida

A seguir na tabela 3.5 temos uma relação mostrando os frigoríficos instalados no Tocantins com sua capacidade ao dia de abatimento.

Na tabela 3.5 observa-se que o município de Araguaína tem a maior concentração de frigoríficos.. A seguir na tabela 3.6 será descrito um resumo dos municípios que produzem algum tipo de matéria-prima. Foi considerada área plantada, colhida, produzida entre outros. Os dados completos poderão ser encontrados no apêndice 3.2. Após serem considerados os municípios pela sua capacidade de produção de matéria-prima, os mesmos foram, também, analisados pela sua localização geográfica, considerando o transporte terrestre, fluvial e ferroviário. Assim como os locais próximos à produção de matéria prima, consideramos os 26 pontos ótimos como se mostra na tabela 3.7. Cada fornecedor da matéria prima identifica-se com um código numérico k = 1, 2, 3, . . . , 23, 24, 25, 26.

Esses municípios, além de terem capacidade de produção de matéria-prima, têm outro diferencial que é a sua localização, que propicia o escoamento do produto final e o recebimento de matéria-prima, utilizando um ou vários tipos de modais disponíveis no Estado do Tocantins. Assim alguns estão próximos da rodovia, outros da hidrovia e assim por diante


Grupo EUMEDNET de la Universidad de Málaga Mensajes cristianos

Venta, Reparación y Liberación de Teléfonos Móviles
 
Todo en eumed.net:

Congresos Internacionales


¿Qué son?
 ¿Cómo funcionan?

 

15 al 29 de
julio
X Congreso EUMEDNET sobre
Turismo y Desarrollo




Aún está a tiempo de inscribirse en el congreso como participante-espectador.


Próximos congresos

 

06 al 20 de
octubre
I Congreso EUMEDNET sobre
Políticas públicas ante la crisis de las commodities

10 al 25 de
noviembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Migración y Desarrollo

12 al 30 de
diciembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Economía y Cambio Climático

 

 

 

 

Encuentros de economia internacionales a traves de internet


Este sitio web está mantenido por el grupo de investigación eumednet con el apoyo de Servicios Académicos Internacionales S.C.

Volver a la página principal de eumednet