O FUNDO CONSTITUCIONAL DO NORTE-FNO NO ESTADO DO ACRE: RECURSOS DO POVO, POLÍTICA DE ESTADO, BENEFÍCIOS DA ELITE

O FUNDO CONSTITUCIONAL DO NORTE-FNO NO ESTADO DO ACRE: RECURSOS DO POVO, POLÍTICA DE ESTADO, BENEFÍCIOS DA ELITE

Régis Alfeu Paiva

Volver al índice

 

 

4.3.4 EMPRESAS LIGADAS AO SETOR PRODUTIVO

Como empresas diretamente ligadas ao setor produtivo foram consideradas: A) Agricultura, pecuária, silvicultura e exploração florestal; B) Pesca; C) Indústrias extrativas; D) Indústrias de transformação.

A análise estatística (Anexo nº 01, Quadro nº 23) mostrou forte significância com os volumes financiados totais para o setor agrário, Proderur e PRONAF =A‘ (todos os testes). As linhas PRONAF =C‘ e =D‘ e Proagrin somente nos testes não-paramétricos, mas a repetição em ambos torna o resultado importante para análise. Os dados revelam a importância do investimento agrícola no Estado.

Além disso, é um indicativo de melhor aproveitamento em termos de distribuição de renda, pois o volume de contratos nas linhas destinadas ao pequeno produtor81 é bem menor (valores por contrato), como analisado nos itens anteriores.

Em termos de percentuais do número de contratos, a pequena propriedade recebeu 92,4%, mas com apenas 36,9% dos recursos (Tabela nº 37). Estes índices reforçam a necessidade de ampliar o investimento na área rural para respostas mais rápidas e permanentes da economia como um todo.

Os dados revelam que a atual base produtiva é pequena e incapaz de sustentar crescimento, seja econômico ou social. É preciso ressaltar ter havido forte correlação (1%) entre o somatório de todos os setores e o crescimento dos desmates no Estado.

A questão passa a ser então até que ponto (quando) e onde poderão ocorrer os desmates para que haja a geração de riqueza. Além disso, some-se o fato de que este modelo não tem trazido melhoria nas condições de vida para a população.

Outro ponto é a necessidade urgente do Acre sair de sua crônica e histórica preferência pela extensão de terras, modelo ainda influenciado no tamanho dos seringais e que até hoje influenciam negativamente nos índices de Gini. O Estado precisa passar para o aproveitamento intensivo de seu potencial, ampliando produtividade e não produção.

Tanto em termos de agropecuária quanto de produtos madeireiros existe espaço para o aumento da produtividade o do aumento da agregação de valores. Um deles é o beneficiamento dos produtos na própria região, pois atualmente ainda é um Estado exportador de matéria prima e importador de produtos acabados, como referido anteriormente.

A linha Promicro (em todos os testes) teve correlação negativa para com os setores C e D (todos os testes), algo difícil de explicar. Uma das respostas pode ter sido por conta de muitos pequenos empresários terem abandonado os setores e migrado para outros, como o comércio ou serviços. Aquele é o principal empregador e com o maior número de empresas e este devido ao crescimento de sua participação no total de empresas, mas isso carece de confirmação.