DEBATE E DISCUSSÖES CONSIDERAÇÕES FINAIS
BIBLIOTECA VIRTUAL de Derecho, Economía y Ciencias Sociales

 

DEBATE E DISCUSSÖES

Luiz Gonzaga de Sousa

 

 

Esta página muestra parte del texto pero sin formato.

Puede bajarse el libro completo en PDF comprimido ZIP (238 páginas, 718 kb) pulsando aquí

 

 

 

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Ao concluir este trabalho, alguns pontos devem ser colocados como de fundamental importância para alguns esclarecimentos sobre a filosofia da vida, para não falar em espiritismo que, do ponto de vista deste autor, é a mesma coisa, porque a vida é uma só, quer seja para os encarnados, ou desencarnados. Quanto aos encarnados, apenas existe um corpo material que proporciona forma ao ser que está vivendo em um mundo compatível com sua condição moral, necessitando, outrossim, de aprendizado para a seqüência de sua vida real, que é a do lado da espiritualidade, que vive de forma ad eternum. Assim sendo, este trabalho tenta trazer para discussões alguns pontos de essencial necessidade para o dia a dia daqueles que não têm consistência em sua caminhada, e não têm condições, nem de raciocinar, em seu cotidiano, como encarnado.

Um primeiro ponto muito polêmico na atualidade, é quanto à questão do imaginário, a forma como as pessoas entendem os conceitos, e as caracterizações que foram cristalizadas na mente dos seres humanos, que na atualidade, fica muito difícil de entendimento pelo outro lado de ver as coisas. Como se sabe, o objeto muitas vezes, não reflete os títulos que são colocados, é apenas uma convenção, cujas pessoas devem compreender que o processo de aprendizado pode reverter a percepção de tudo que se passa ao lado de um ser pensante. Por ser o imaginário uma coisa discutível, faz-se necessário que se busquem mais conhecimentos, e analisem os fatos pelo prisma da realidade, hoje mais concreta do que nunca, precisando apenas de um raciocínio mais meticuloso no processo de perceber as coisas.

Um segundo ponto que se discutiu, como também possui o seu grau de polemização, é a questão da encarnação que culmina com a reencarnação, isto é, processo que têm os seres humanos em morrer e nascer, assim como, nascer e morrer, numa dinâmica de expiações e provas, que é imanente em cada indivíduo para limpeza perispiritual, e dar continuidade à caminhada que todos passam. É mais um texto que envolve grande discussão, que levanta esta problemática, desde os antigos, até o momento, quando os estudiosos não o compreendem com muita firmeza a diversidade de conhecimentos informacionais que os homens adquiriram do mundo, não obstante, possui consistência e lógica, apenas muitos não querem conhecer o seu real sentido. Aqui se levanta este problema para meditação, não filosofal, porém, para a compreensão da realidade não mítica, e nem mística, onde muitos procuram direcioná-la.

Alguns outros pontos são levantados, não em nome do espiritismo formal, kardecista ou não, mas, em designação de uma ligação com Deus, direcionando à humanidade, ensinamentos para que todos vivam em paz, no seu processo evolutivo de sabedoria e compreensão, tal como os maiores líderes religiosos quiseram que todos vivessem numa labuta de pureza e felicidade. É neste sentido que se tenta trabalhar a questão da lógica dos fatos que afeta a compreensão dos que pensam de forma religiosa, cuja maioria dos líderes religiosos não entendem com muita facilidade, tendo em vista que religião é uma ação transcendental, que tem rituais que alguns grupos professam com tanto radicalismo e insensatez, desembocando em pensamentos divergentes da realidade da vida real. A busca de sabedoria é uma chamada à responsabilidade, uma limpeza da ignorância que as pessoas trazem dentro de si, e que precisam se libertar para a vida eterna de cada ser humano.

Assim, observou-se, nos levantamentos feitos, que as pessoas que se dizem religiosas, fogem de alguns conceitos, e terminam caindo noutro, dada a condição inferior de percepção das coisas divinas, quando correm de alguns dogmas, professam outros, com denominações de grupos sociais diferentes. É com este objetivo que se buscou desmistificar alguns rituais que os homens professam com muita fortaleza, precisando de raciocínio para as coisas divinas, para a realidade da vida, e isto em todos os sentidos, quais sejam espíritas, católicos, ou protestantes. Com isto, foram estudados os Centros Espíritas, cuja finalidade é verificar até que ponto, eles não se transformem em Igrejas, ou Templos; mas, apenas um ambiente onde se pode conversar consigo mesmo; sentir as vibrações do mundo espiritual para um bom caminhar, e um excelente compreender.

Uma questão que é de fundamental significado é quanto a problemática de que o espiritismo seria cristão, pois ficou bem evidente que o espiritismo não tem nada a ver com o cristianismo, a não ser mera coincidência de seus postulados, porém não existe uma orientação de igualdade com o mundo espiritual. O espiritismo não nasceu do acaso, todavia, passaram-se muitos séculos para que a humanidade pudesse perceber que os espíritos estavam ao lado, necessitando ajudar, e ser ajudado, para que todos tivessem condições de cresceram em conjunto. No entanto, o cristianismo teve as insinuações espirituais, mas se enveredou pelo campo das filosofias puras, inventando histórias, criando imagens, sem adentrar no cerne da questão, que é o desenvolvimento pessoal rumo à sua pureza espiritual, com vistas a outros campos vibracionais, como faz o espiritismo.

Os caminhos da retidão estão em todos os lugares onde se possam meditar as coisas de pureza, no pensamento, nas obras, e no falar, ou seja, nos sistemas políticos, na economia, nos movimentos sociais estão oportunidades de levar os ensinamentos de uma vida verdadeira, a espiritual. Não se precisa falar em espiritismo para um bom viver, no entanto, é imprescindível que se lembre de que a prática política não está no caminho da retidão, do mesmo modo, a economia também não tem ensinado a maneira do bom viver a todos que trabalham pela área econômica. Uma filosofia de vida, de amor sem pieguice, de felicidade sem arrogância, e de muita paz sem individualismo é a vida que todos têm que seguir mais cedo ou mais tarde, mesmo que uns cheguem mais rápido do que outros ao caminharem lentamente.

Uma questão que foi discutida nos levantamentos teóricos processados, é quanto à medicina praticada no dia a dia dos hospitais, e dos consultórios, que não seria simplesmente uma mão-de-obra em busca de salvar vidas encarnadas, mas, uma interligação com o mundo espiritual atuando em comum acordo, para a evolução do homem. Nas observações feitas, o médico, por mais ignorante que seja do mundo espiritual, ele tem a participação de sua sensibilidade, conjuntamente com a do paciente, implementada com os espíritos que atuam ajudando na orientação de um receituário correto. O mesmo acontece nas cirurgias que são executadas, onde os seres humanos são expostos por cortes no corpo físico, para resolver problemas internos no ser humano, e novamente a espiritualidade está ali para auxiliar no raciocínio do homem para o sucesso de um trabalho que envolve altos riscos de vida.

Não somente os médicos do mundo espiritual estão a trabalhar com os operários da medicina da vida material, como também, os enfermeiros participam com a sua contribuição neste processo de atuação do mundo etéreo com o mundo corpóreo, que ainda caminha a passos lentos, e somente os sabedores da realidade verdadeira, é que têm condições de impulsionar esses retardatários. Como se vê, a medicina é o ponto mais assistido pelo mundo espiritual, não somente em cirurgias, mas, nas rezas da velhinha de um bairro pobre da cidade, como nas operações mediúnicas processadas mentalmente por algumas almas/pessoas, algumas outras praticadas pelos espíritos, como a do grupo Tupyara, e outros sensitivos que trabalham neste sentido. Assim sendo, as pessoas com excelente vibração, conseguem praticar inconscientemente trabalhos médicos eficientes, somente com a presença, ou uma palavra de conforto aos que vão ao seu encontro.

Entretanto, colocando mais alguns pontos que foram investigados nos solilóquios, através de observações e leituras, sem negar a assistência espiritual que todos possuem, inegavelmente a espiritualidade está em todos os cantos, tentando mostrar às pessoas a realidade da vida, ou a filosofia do bom proceder em todos instantes. Por exemplo: os vícios que as pessoas estão envolvidas, procedem não unicamente do ambiente onde vivem, todavia, de outra vida pretérita que infligiu as leis divinas, pois, a cada momento visual as recordações são lembradas, e os vícios começam a surgir com muita força até a pessoa perder o controle. É com respeito à livre individualidade que os companheiros do passado vão se aproximando, e tendo acesso ao dia a dia daquele que já põe em prática o seu modo de vida que passou em outra existência, cuja presença pode ser boa ou desagradável.

É importante colocar que o mundo vive, pelo menos ideologicamente, duas posições são de fundamental importância para a evolução da humanidade, isto significa dizer, o capitalismo que já é uma constante no cotidiano das pessoas desde muito tempo, e o socialismo que seria a fase posterior do capitalismo, quer dizer, a dominação do homem pelo homem da modernidade. Sem sombra de dúvida, que o ideário socialista teria muito a ver com o espiritismo que seria, por excelência, a cooperação, a fraternidade, a liberdade e a paz, entretanto, o sistema político que deveria caminhar desta forma, não possui uma prática tal qual o mundo espiritual. Já o capitalismo é a realidade do egoísmo, da ganância, do orgulho, da inveja, que é a filosofia maior de um sistema explorador e dominador que é totalmente ao contrário ao espiritismo que propaga a paz por todos os recantos da terra.

Entrementes, investigando um pouco mais a situação em que vive o ser humano aqui no planeta, verifica-se todo tipo de desajuste social e político que culmina com a dominação da maldade em todos os sentidos, quer seja na política, econômica, no trabalho, e no lar, é preciso reverter essa situação para se ter um mundo melhor, não com guerras, mas com tranqüilidade, conscientização, e evolução espiritual. Para tanto, é necessário modificar a compreensão dos conceitos que existem na atualidade, isto é, da caridade, da prece, da fé, do amor, de Deus, e de muitos outros que direcionam o bom viver do cidadão, que não se alertou para o caminho real da vida, que é deixar fluir a bondade e a humildade. Sem essa modificação radical no modus vivendi do ser humano, inegavelmente, irá se retardar muito mais, o processo de evolução dos espíritos/almas sobreviventes no planeta terra.

Finalmente, este trabalho tem a intenção de trazer à discussão alguns pontos importantes do cotidiano das pessoas que querem entender o processo da vida, quer seja a do mundo espiritual, quer seja a do mundo material, para onde vai por em prática tudo aquilo que aprendeu quando desencarnado. São estudos que devem ter continuidade, com as observações na maneira de vivência das pessoas, o comportamento dos espíritos que estão ao lado, que também obedecem a uma escala de evolução, e precisa de aprendizado para o entendimento de sua individualidade, para bem utilizar o seu eu verdadeiro. Portanto, gostaria de que esse trabalho tocasse o fundo d'alma daqueles que se preocupam com a interrelação das coisas, compreendessem que somente a observação, e o estudo proporcionam condições de conhecimento da vida real, mesmo estando encarnado em um mundo de provas e expiações.

Grupo EUMEDNET de la Universidad de Málaga Mensajes cristianos

Venta, Reparación y Liberación de Teléfonos Móviles
Enciclopedia Virtual
Economistas Diccionarios Presentaciones multimedia y vídeos Manual Economía
Biblioteca Virtual
Libros Gratis Tesis Doctorales Textos de autores clásicos y grandes economistas
Revistas
Contribuciones a la Economía, Revista Académica Virtual
Contribuciones a las Ciencias Sociales
Observatorio de la Economía Latinoamericana
Revista Caribeña de las Ciencias Sociales
Revista Atlante. Cuadernos de Educación
Otras revistas

Servicios
Publicar sus textos Tienda virtual del grupo Eumednet Congresos Académicos - Inscripción - Solicitar Actas - Organizar un Simposio Crear una revista Novedades - Suscribirse al Boletín de Novedades
 
Todo en eumed.net:
Eumed.net

Congresos Internacionales


¿Qué son?
 ¿Cómo funcionan?

 

15 al 29 de
julio
X Congreso EUMEDNET sobre
Turismo y Desarrollo




Aún está a tiempo de inscribirse en el congreso como participante-espectador.


Próximos congresos

 

06 al 20 de
octubre
I Congreso EUMEDNET sobre
Políticas públicas ante la crisis de las commodities

10 al 25 de
noviembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Migración y Desarrollo

12 al 30 de
diciembre
I Congreso EUMEDNET sobre
Economía y Cambio Climático

 

 

 

 

Encuentros de economia internacionales a traves de internet


Este sitio web está mantenido por el grupo de investigación eumednet con el apoyo de Servicios Académicos Internacionales S.C.

Volver a la página principal de eumednet